Notícias

Notícias

Bolsas da Ásia e Pacífico fecham em baixa, após perdas em NY e dados chineses

Por
Agência Brasil

As bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam em baixa nesta segunda-feira, 2, depois de fortes perdas em Wall Street na semana passada e dados mostrarem que a manufatura chinesa se contraiu no ritmo mais forte em mais de dois anos em meio aos impactos da atual onda de covid-19.

O índice acionário japonês Nikkei caiu 0,11% em Tóquio, a 26.818,53 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi recuou 0,28% em Seul, a 2.687,45 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana também ficou no vermelho, com queda de 1,18% do S&P/ASX 200 em Sydney, a 7.347,00 pontos.

Já as bolsas de China, Hong Kong e Taiwan não operaram hoje devido a feriados, o que comprometeu a liquidez na região.

A aversão a risco veio após os mercados acionários de Nova York registrarem fortes perdas na semana passada, em especial na sexta-feira (29), pressionados por balanços fracos de grandes empresas de tecnologia, assim como por incertezas sobre o crescimento global e expectativas de rápida elevação de juros nos EUA.

Além disso, PMIs da China divulgados no fim de semana mostraram que o setor manufatureiro foi gravemente afetado pelo pior surto de covid-19 que a segunda maior economia do mundo enfrenta desde o início da pandemia. O PMI industrial chinês medido pela S&P Global caiu a 46 em abril, apontando a contração mais intensa na manufatura desde fevereiro de 2020, enquanto o PMI oficial da indústria recuou a 47,4 no mês passado. Com informações da Dow Jones Newswires.