Notícias

Notícias

Bolsas da Ásia e Pacífico fecham na maioria em baixa, após Austrália elevar juros

Por
Agência Brasil

As bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam majoritariamente em baixa nesta terça-feira, 3, num dia de liquidez reduzida em meio a feriados na China e no Japão e marcado pela primeira elevação de juros na Austrália em mais de 11 anos.

Com os mercados chineses e japonês fechados, a atenção se voltou para o Banco Central da Austrália (RBA, pela sigla em inglês), que hoje subiu seu juro básico em 25 pontos-base, a 0,35%, numa tentativa de conter a inflação doméstica, que está no maior nível em duas décadas. O aumento da taxa, o primeiro desde novembro de 2010, superou a expectativa de muitos analistas e impulsionou o dólar australiano.

Na Bolsa de Sydney, a maior da Oceania, o gesto do RBA teve efeito negativo, e o índice S&P/ASX 200 caiu 0,42%, a 7.316,20 pontos, pressionado por ações do setor imobiliário.

Na região asiática, o Hang Seng teve alta marginal de 0,06% em Hong Kong, a 21.101,89 pontos, enquanto o Taiex apresentou modesta queda de 0,56% em Taiwan, a 16.498,90 pontos, com ambos retornando de feriados. Em Seul, o sul-coreano Kospi recuou 0,26%, a 2.680,46 pontos.

Investidores na Ásia também estão na expectativa para a decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o BC dos EUA), a ser anunciada nesta quarta-feira (4). A previsão é que o Fed seja mais agressivo e eleve juros em 50 pontos-base, também para combater pressões inflacionárias, mais recentemente alimentadas pela guerra entre Rússia e Ucrânia. Em março, o BC americano subiu sua taxa em 25 pontos-base. Com informações da Dow Jones Newswires.