Notícias

Notícias

Bolsas da Europa fecham em alta, com balanços, dados e sinais da China em foco

Por
Agência Brasil

Os mercados acionários da Europa fecharam com ganhos, nesta sexta-feira, 29. As ações foram apoiadas por alguns balanços que superaram as expectativas e também por declarações de apoio ao crescimento econômico na China. Além disso, indicadores importantes foram avaliados, entre eles o Produto Interno Bruto (PIB) e o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da zona do euro.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,74%, em 450,39 pontos. Na comparação semanal, ele caiu 0,64%, a 450,39 pontos.

Entre ações em foco, Saint-Gobain subiu 1,35% em Paris, após balanço do grupo de materiais de construção. Novo Nordisk avançou 5,38% em Copenhague, também após resultados que agradaram.

AstraZeneca chegou a cair em parte do pregão, após balanço, mas terminou em alta de 1,19% em Londres.

Deutsche Bank também oscilou, terminando em alta de 0,04%, após chegar a cair 3% com a notícia de que escritórios do banco eram alvo nesta sexta-feira de operação de agentes do Ministério Público de Frankfurt e da agência reguladora financeira alemã, BaFin. O banco disse que a operação estava ligada a suspeitas de lavagem de dinheiro denunciadas pelo próprio Deutsche e ressaltou que coopera com as autoridades.

Na agenda de indicadores, o Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro cresceu 0,2% no primeiro trimestre deste ano ante o quarto do anterior, como previsto por analistas. O CPI subiu 7,5%, na comparação anual, leitura recorde da inflação na zona do euro. Houve ainda números do PIB de alguns países, com resultado melhor que o previsto na Alemanha, mas abaixo do esperado na França, enquanto a Itália apresentou leve contração, de 0,2% ante o trimestre anterior – para o ING, este país pode sofrer recessão técnica no segundo trimestre.

Os mercados europeus foram apoiados pelo fato de que a mídia estatal chinesa reportou que o comando do país prometeu ampliar esforços para impulsionar o crescimento. A notícia apoiou as praças asiáticas também.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em alta de 0,47%, em 7.544,55 pontos. Na comparação semanal, ele subiu 0,30%.

Em Frankfurt, o índice DAX avançou 0,84%, a 14.097,88 pontos. Na semana, recuou 0,31%.

Na Bolsa de Paris, o índice CAC 40 fechou em alta de 0,39%, em 6.533,77 pontos. Na semana, o índice caiu 0,72%.

O índice FTSE MIB, da Bolsa de Milão, terminou com ganho de 0,82%, em 24.252,16 pontos. Na comparação semanal, ele caiu 0,11%.

Em Madri, o índice Ibex 35 fechou em alta de 0,85%, em 8.584,20 pontos. Na semana, ele recuou 0,79%.

Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI 20 foi na contramão da maioria e fechou em baixa de 0,04%, a 5.930,01 pontos, perdendo fôlego nas horas finais do dia. Na semana, ele caiu 1,21%.