Notícias

Compartilhamento de dados do Open Banking começou. Veja mais!

4 Minutos de leitura
open banking 2 Compartilhamento de dados do Open Banking começou. Veja mais!

Já começou a funcionar o sistema que permite aos clientes autorizarem o compartilhamento de dados pessoais e financeiros entre instituições bancárias. O open banking tem como objetivo facilitar o acesso a produtos e serviços bancários, como empréstimos e cartões de crédito.ebc Compartilhamento de dados do Open Banking começou. Veja mais!ebc Compartilhamento de dados do Open Banking começou. Veja mais!

O que é Open Banking?

O Open Banking, ou sistema financeiro aberto, é a possibilidade de clientes de produtos e serviços financeiros permitirem o compartilhamento de suas informações entre diferentes instituições autorizadas pelo Banco Central e a movimentação de suas contas bancárias a partir de diferentes plataformas e não apenas pelo aplicativo ou site do banco, de forma segura, ágil e conveniente.

Como é hoje?

Atualmente, uma instituição não “enxerga” o relacionamento do cliente com outra, então tem dificuldade de competir por ele com melhores serviços.

Com Open Banking

Com a permissão de cada correntista, as instituições se conectam diretamente às plataformas de outras instituições participantes e acessam exatamente os dados autorizados pelos clientes. Todo esse processo é feito em um ambiente seguro e a permissão poderá ser cancelada pela pessoa sempre que ela quiser.

openbanking fases infografico Compartilhamento de dados do Open Banking começou. Veja mais!

Fase 1

O Open Banking começa com as instituições participantes disponibilizando ao público informações padronizadas sobre os seus canais de atendimento e as características de produtos e serviços bancários tradicionais que oferecem. Nessa fase, não será compartilhado nenhum dado de cliente.

Fase 2

A partir dessa fase, os clientes, se quiserem, poderão solicitar o compartilhamento entre instituições participantes de seus dados cadastrais, de informações sobre transações em suas contas, cartão de crédito e produtos de crédito contratados. É preciso reforçar que o compartilhamento ocorre apenas se a pessoa autorizar, sempre para finalidades determinadas e por um prazo específico. E será possível para o cliente cancelar essa autorização a qualquer momento em qualquer das instituições envolvidas no compartilhamento.

Importante! A implementação dessa etapa será escalonada, de forma a garantir segurança e estabilidade ao processo e permitir ajustes que forem necessários. Entre 13/08 e 24/10, haverá limites para:

– a quantidade de autorizações para o compartilhamento;
– o horário para o compartilhamento;
– o tipo de informação a ser compartilhada.

open banking fase Compartilhamento de dados do Open Banking começou. Veja mais!

Fonte: Banco Central

Fase 3

Nessa fase, surge a possibilidade de compartilhamento dos serviços de iniciação de transações de pagamento e de encaminhamento de proposta de operação de crédito.

Com relação às formas de pagamento, novas possibilidades poderão ser iniciadas via Open Banking a partir de datas específicas. Veja abaixo:
30/08/21 – Pagamento com PIX 
15/02/21 – Pagamentos com TED e transferência entre contas na mesma instituição
30/06/22 – Pagamento de boletos 
30/09/22 – Pagamentos com débito em conta 

Fase 4

Dados sobre outros serviços financeiros passam a fazer parte do escopo do Open Banking. Os clientes – sempre que quiserem e autorizarem – poderão compartilhar suas informações de operações de câmbio, investimentos, seguros, previdência complementar aberta e contas-salário, bem como acessar informações sobre as características dos produtos e serviços com essa natureza disponíveis para contratação no mercado.

 implementação será gradativa de acordo com as datas abaixo:

15/12/21 – Dados de produtos e serviços de seguros, investimentos, câmbio, entre outros, disponibilizados pelas instituições participantes
31/05/22 – Dados transacionais referentes ao escopo acima, mediante prévia autorização do cliente
open banking Compartilhamento de dados do Open Banking começou. Veja mais!

Funcionamento gradual

Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o sistema vai começar a funcionar gradualmente e com consentimento dos usuários que vão poder escolher quais dados, por quanto tempo e entre quais instituições compartilhar. A partir dessa sexta, poderão ser compartilhadas as informações de cadastro, que incluem os dados pessoais, o endereço e a renda.

Ao autorizar o compartilhamento, o cliente vai permitir que uma instituição financeira acesse as informações de outra, com a qual o usuário tem uma relação anterior. Esse procedimento será vinculado a uma oferta de produto ou serviço específico, como financiamentos, abertura de conta ou cartão de crédito. O tempo máximo do compartilhamento será de um ano.

Com esse cruzamento de dados, as instituições bancárias vão poder fazer ofertas mais adequadas ao perfil do cliente, assim como oferecer condições mais vantajosas. As operações também são limitadas entre os bancos autorizados pelo usuário. Ambas as instituições serão responsáveis pela segurança desses dados.

beneficios open banking Compartilhamento de dados do Open Banking começou. Veja mais!

Banco Central

Destaque para a segunda etapa

A partir do dia 30 de agosto será possível fazer pagamentos pelo Pix usando o open banking, o que vai permitir que essas transações sejam feitas pelos chamados iniciadores de pagamento, que podem ser aplicativos de compras ou até de mensagens.

A partir do dia 13 de setembro, poderão ser autorizadas as trocas de informações sobre contas e movimentação financeira. Depois do dia 27 de setembro, os usuários vão poder disponibilizar os dados sobre operações de crédito e cartões de crédito.

O sistema foi elaborado para que seja possível aceitar o compartilhamento de forma intuitiva, ao demonstrar o interesse na oferta de um banco o usuário indique as informações que quer compartilhar e seja encaminhado à plataforma da instituição que irá fornecer os dados.

Pela regulamentação estabelecida pelo Banco Central, é obrigatória a participação no open banking de todas as grandes e médias instituições financeiras do país.

Mais informações sobre o sistema, cronograma de implantação e instituições participantes estão disponíveis na internet.

Gostou deste conteúdo? Selecionamos também outras leituras para aprofundar ainda mais seu conhecimento no mercado:

Fundos de Investimento Imobiliário (FII)

O que é IFIX?

Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Commodities e agronegócio: 8 empresas de destaque da bolsa brasileira

Praticar tênis é uma aula de investimento