EconomiaNotícias

Em leilão, Claro arremata lotes na Região Sul e Centro-Oeste na faixa de 2,3 GHz

1 Minutos de leitura
A Claro arrematou o lote E06 para oferecer tecnologia 4G na Região Sul, dentro da faixa 2,3 GHz. A empresa saiu vencedora ao propor uma outorga de R$ 210 milhões, e ágio de 259,65% no leilão ofertado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta quinta-feira, 4.

O lote foi disputado entre a Claro e a Telefônica (Vivo).

Assim como nos blocos E05 (Centro-Oeste) e E03 (Estado de São Paulo), a Claro saiu vencedora na disputa com a Telefônica.

Na faixa de 2,3 GHz, apesar do compromisso das empresas em cobrir com 4G a relação de 95% da área urbana dos municípios sem a tecnologia, a frequência também poderá ser usada para o 5G.

No lote E05, a empresa saiu vencedora ao propor uma outorga de R$ 150 milhões, e ágio de 381,15%.

O lote foi disputado entre a Claro e a Telefônica (Vivo), que em seu último lance ofereceu R$ 135 milhões. Ao fim, a Claro propôs o maior valor e ficou com o bloco.

A área de prestação do E05 é formada pela região Centro-Oeste, mas com exceção do município de Paranaíba, no Estado de Mato Grosso do Sul, e das cidades de Buriti Alegre, Cachoeira Dourada, Inaciolândia, Itumbiara, Paranaiguara e São Simão, no Estado de Goiás.