Aprenda a InvestirCafé com Trade

Faça os melhores investimentos em 2022

4 Minutos de leitura
Faca os melhores investimentos em 2022 1 Faça os melhores investimentos em 2022

Mais um ano se foi. E esse pode ser o momento de reavaliar sua carteira de investimento e sua estratégia. Por isso, se você quiser aproveitar os melhores investimentos em 2022, é hora de começar a pensar nas oportunidades e nas ameaças do mercado.

Após um período de alta pressão inflacionária e choque de juros, o mercado provavelmente iniciará diferente do início de 2021. Portanto, é preciso entender os impactos das mudanças e como novas características do cenário podem se refletir em sua forma de investir.

Quer encontrar os melhores investimentos? Veja o que avaliar para traçar a sua nova estratégia para 2022!

Entenda o mercado financeiro em 2021

Antes de tomar as decisões para 2022, vale a pena rever o que aconteceu em 2021 e quais foram seus impactos nos investimentos. O ano iniciou com a taxa Selic em 2% ao ano, sua mínima histórica.

Ao longo das reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom), entretanto, a taxa foi aumentando. Na última reunião do ano, em dezembro de 2021, ela chegou a 9,25% ao ano — e com perspectiva de aumentar ainda mais ao longo de 2022, podendo alcançar os 2 dígitos.

Com uma taxa básica de juros mais alta, a renda fixa pode se tornar mais atraente que a renda variável. Então, caso se concretize a tendência de aumento da Selic em 2022, essa configuração pode se fortalecer.

Já a bolsa de valores passou por um ano de recuo, depois de ter se recuperado em 2020 dos primeiros efeitos do coronavírus. No começo de dezembro de 2021, o Ibovespa — principal índice acionário brasileiro — acumulava uma queda de mais de 14%.

Para quem investe em longo prazo, essa pode ser uma oportunidade de comprar ativos baratos na bolsa, mas é preciso ter atenção para fazer escolhas com bom potencial futuro.

Além dos impactos dessas mudanças nas configurações do mercado financeiro, há outras questões em 2022. Sendo ano de eleição presidencial, o mercado pode se tornar mais volátil até outubro. Logo, é essencial estar preparado para os movimentos que podem acontecer.

Conheça o seu perfil de investidor e seus objetivos

Independentemente do ano, toda decisão de investimento deve começar considerando seu perfil de investidor. Dependendo do seu nível de tolerância ao risco, você pode ser classificado como conservador, moderado ou arrojado.

Com isso, alternativas diferentes são mais indicadas em cada caso. Além de entender qual é o seu perfil, vale saber quais são os seus objetivos financeiros. Conhecendo suas metas e os prazos delas é possível encontrar os melhores investimentos para cada uma.

Se você tiver planos para até 2 anos, por exemplo, é preciso recorrer a investimentos de curto prazo ou de liquidez mais alta. De 2 a 5 anos, os investimentos seriam de médio prazo — e acima de 5 anos, o foco deve estar em investimentos de longo prazo.

Saiba onde investir

Depois de identificar suas características pessoais e considerar o cenário econômico de 2022, fica mais fácil encontrar os melhores investimentos do mercado. Nesse caso, você deve conhecer as alternativas disponíveis, entre renda fixa e renda variável.

Os investimentos de renda fixa são os que seguem regras conhecidas de rentabilidade. Com isso, você sabe como o seu dinheiro rende ao longo do tempo. São três as possibilidades de retorno:

  • prefixado, definido por uma taxa fixa;
  • pós-fixado, que depende da variação de um indicador;
  • híbrido, que é formado pela soma de uma taxa fixa com a variação de um índice.

A renda fixa oferece mais segurança, mas costuma apresentar menos retorno. Entre os principais investimentos, estão:

  • títulos públicos;
  • certificados de depósitos bancários (CDBs);
  • letras de crédito imobiliário (LCIs) e do agronegócio (LCAs);
  • letras de câmbio (LCs);
  • letras hipotecárias (LHs);
  • letras financeiras (LFs);
  • debêntures;
  • certificados de recebíveis imobiliários (CRI) e do agronegócio (CRA);
  • fundos de investimentos em direitos creditórios (FIDC), entre outros.

Já a renda variável não tem regras de retorno conhecidas previamente. Ele depende do mercado — o que aumenta o risco e também o potencial de ganhos. Os principais exemplos são ações, fundos de investimento e certificados de depósitos de valores mobiliários (BDRs).

Trace sua estratégia de investimento

Conhecendo os tipos de investimentos disponíveis, é necessário traçar sua estratégia. Portanto, veja quais são suas necessidades em relação à rentabilidade, à liquidez e à segurança. A partir disso, você pode definir quais aplicações e ativos combinam com suas preferências.

Se você já investiu em 2021, pode valer a pena rever a estratégia usada ao longo do ano. Nessa situação, é possível fazer adaptações ou realizar mudanças completas para o próximo ano.

Opte por diversificar os investimentos

Independentemente da sua estratégia e do seu perfil, vale a pena recorrer à diversificação de investimentos. Ela consiste em buscar investimentos descorrelacionados, ou seja, que se comportam de modo diferente. Dessa maneira, você dilui os riscos e pode melhorar o retorno.

Se o seu perfil é mais conservador, seu capital possivelmente estará mais alocado em investimentos de renda fixa. No entanto, existem diferentes tipos de títulos que podem chamar sua atenção. Inclusive, é possível assumir um pouco mais de risco, de maneira equilibrada.

Da mesma forma, nada impede que o investidor arrojado mantenha parte de seu capital na segurança da renda fixa. Isso pode acontecer para assegurar sua reserva de emergência ou para controlar parte das chances de prejuízos, por exemplo.

Continue acompanhando seus investimentos

Depois de colocar em prática sua estratégia, é preciso conferir continuamente sua carteira ao longo do ano. Permaneça acompanhando as informações do mercado, os impactos nos investimentos e até mudanças nos seus objetivos.

No caso dos investimentos de longo prazo, pode não fazer sentido realizar mudanças bruscas em pouco tempo. Porém, ao se manter atualizado, você pode identificar e aproveitar outras oportunidades, por exemplo.

Com base no que você aprendeu, escolher os melhores investimentos para 2022 é uma combinação do seu perfil de investidor, dos seus objetivos e das condições de mercado. Quanto mais informado você estiver, mais fácil será tomar decisões conscientes e que estejam alinhadas ao que deseja.

Gostou de conferir essas informações? Então não deixe de assinar a nossa newsletter e acompanhar de perto todo o nosso conteúdo!

×
Aprenda a InvestirCafé com Trade

Quer iniciar 2022 com o pé direito? Comece a investir!