Notícias

Notícias

‘Flash crash’ atingiu bolsas europeias mais cedo; causa ainda não foi confirmada

Por
Agência Brasil

Negociações foram interrompidas em alguns mercados acionários europeus na manhã desta segunda-feira, 2, após grandes índices registrarem queda robusta por alguns minutos por volta das 5 horas (de Brasília).

Nasdaq e Euronext, que operam bolsas de valores no Velho Continente, afirmaram que estão investigando a causa.

Até agora, a Nasdaq não viu nenhuma razão para cancelar as negociações que foram feitas durante este evento, disse uma porta-voz. Investidores especularam que o incidente pode ter sido causado por erro humano.

Ações na região nórdica foram as que mais sofreram, com o índice OMX, de Estocolmo, recuando quase 8% antes de se recuperar.

O índice equivalente da Dinamarca caiu mais de 6% no mesmo período e também se recuperou em grande parte. A porta-voz da Nasdaq disse que as quedas foram desencadeadas por “um evento de venda”.

Os mercados administrados pela Euronext NV, com sede em Amsterdã, também caíram antes de se recuperar em grande parte.

O índice holandês AEX cedeu 3% e o BEL20 da Bélgica recuou mais de 5%.

O CAC40 da França caiu 3%.

A Euronext interrompeu temporariamente as negociações para tentar diminuir o impacto nos mercados, de acordo com um porta-voz.

A Nasdaq disse que usou circuit breakers logo após a queda nas principais ações das bolsas nórdicas, incluindo Kone Oyj e Stora Enso Oyj.