Análise & Opinião

Opções: visão geral de um espectador

2 Minutos de leitura

Por Pedro Lang – Economista

Mercado em alta é sinônimo de euforia que, por sua vez, anda lado a lado com a ganância.

Aqui na mesa, temos o privilégio de observar o comportamento dos investidores durante os diferentes momentos de mercado e, a partir dessa amostragem, sinto-me confortável em dizer:

– Ninguém compra PUT em mercado de alta;

– Ninguém compra CALL em mercado de baixa.

O que me leva a escrever esse texto não é o comportamento em si, mas a falta de preparo do investidor médio que procura o mercado de derivativos em busca de uma resposta rápida para um problema que não foi criado ali.

As pessoas buscam o mercado de derivativos pelos mesmos motivos errados e no tamanho errado.

Mas e como a sardinhada opera opções?

  • Estratégia do pozinho;
  • Compra e venda secas de call e put (vendas geralmente sem lastro);
  • Travas de linha (tantas opções que nem sei descrever).

Como o institucional opera?

  • Fazendo hedge de posições do book (compra de put ou venda de call para posições long e venda de put e compra de call para posições vendidas). Nesse caso, procura-se o sell side e grandes mesas de BTC para zerar as pontas soltas do portfólio;
  • Trocando posições compradas por calls e trocando posições vendidas por put (nos dois casos compradas).

Percebam que a forma dos grandes investidores operarem é praticamente o oposto do que o que as pessoas físicas fazem. Gosto de lembrar a todos os nossos clientes que toda vez que eles operam uma opção, seja na compra, quanto na venda, – principalmente as puts – eles estão dando liquidez para algum fundo ou Market maker.

Dicas para operar opções

  1. A primeira dica não poderia ser mais hipócrita, não aceite nenhuma dica, estude, aprenda e tome suas próprias decisões;
  2. Não faça algo que não consiga entender totalmente o desenho dos payoffs e resultados possíveis da sua operação;
  3. Nunca deixe pontas soltas para as operações que faz sem cobertura de ativo. Ex.: quando vender uma put fora do dinheiro, tente comprar uma outra put abaixo, mesmo que bem longe, para evitar que sua perda seja “infinita”;
  4. Fuja de operações com relação Risco X Retorno do tipo: comer como um passarinho e cagar como um elefante. Não tenha chance de ganhar pouco e perder muito. Acredite, isso não é óbvio;
  5. Todas as vezes que no book de ofertas vocês perceberem a mesma corretora comprando e vendendo as mesmas quantidades em preços diferentes, fiquem atentos que há um Market maker operando naquele papel. Identificado o Market maker perceba que o preço “justo” para aquele ativo será alguma coisa entre esses dois preços. Evite agredir a pedra;
  6. Tente sempre pensar em opções como parte de sua alocação, se quiser especular não passe de 1% dos seus investimentos;
  7. Construa estruturas de alocação como,
  • Fence (proteção)
  • Collar (compra de ação com capital protegido)
  • Risk e Seagul (exposição a um papel sem ter $ investido)

Os desenhos e os objetivos de cada uma dessas operações são facilmente encontrados na internet.

Dica Bônus: “Opções, Futuros e Outros Derivativos”, de John Hull. Se você ler esse livro, saberá tanto quanto qualquer guru da internet.

lang3 Opções: visão geral de um espectador

Pedro Lang

*Economista

Chefe da mesa de renda variável da Valor e especialista em Valuation pela Saint Paul Escola de Negócios

e-mail: [email protected]

 

 

Posts relacionados
Análise & Opinião

12 oportunidades para os investidores

12 Minutos de leitura
Fala pessoal, hoje vou trazer oportunidades para investidores! Desde a semana passada muita coisa tem acontecido. Espero, em breve, poder compartilhar com…
Análise & OpiniãoEducação Financeira

Praticar tênis é uma aula de investimento

10 Minutos de leitura
Sempre gostei de praticar esportes e, de certa forma, sempre me identifiquei ora mais, ora menos com alguns perfis de determinados esportistas….
Análise & Opinião

A maior habilidade do século 21: autoconhecimento

7 Minutos de leitura
Um dos caminhos mais profundos para viver uma vida equilibrada tem sido encontrar a habilidade do autoconhecimento. A capacidade de refletir sobre…

Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email: