Notícias

Notícias

Ouro fecha em alta, com busca por segurança após reavaliação de decisão do Fed

Por
Agência Brasil

O contrato futuro de ouro mais ativo fechou em alta nesta quinta-feira, beneficiado pelo aumento da busca por segurança, no dia seguinte ao anúncio do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de aumento de 50 pontos-base na taxa básica de juros.

Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange, o ouro com entrega prevista para julho encerrou a sessão com ganho de 0,37%, a US$ 1.875,70 a onça-troy.

O Julius Baer atribuiu a valorização do metal precioso à sinalização do presidente do Fed, Jerome Powell, de que não deve ocorrer uma alta de 75 pontos-base nos juros.

“Isso mostra não apenas quanto medo sobre o aperto monetário agressivo vem se acumulando nos mercados de ouro e prata, mas também que a luta do Fed contra a inflação é vista como crível”, explica o banco.

Nos mercados, a reação inicial às declarações de Powell foi de euforia, com alívio de que o Fed não adotaria postura tão dura no combate à inflação. No entanto, nesta manhã, o apetite por risco se reverteu, o que ampliou a demanda pela segurança do ouro.

“Mesmo que a inflação continue quente, os investidores se consolarão com as palavras do presidente do Fed, Jerome Powell, e isso deve ser uma boa notícia para os investidores do ouro”, avalia o analista Edward Moya, da Onda.