EmpresasNotícias

Starbucks exige vacinação contra covid ou testes regulares de funcionários nos EUA

1 Minutos de leitura
A Starbucks está exigindo que seus funcionários nos Estados Unidos sejam vacinados contra a covid-19 ou se submetam a testes regulares, disse a companhia nesta segunda-feira, 3. De acordo com a Starbucks, os trabalhadores de lojas, escritórios e unidades de produção nos EUA terão de ser vacinados até 9 de fevereiro ou se submeter a testes semanalmente. Os testes terão de ser realizados por um farmacêutico ou médico e o funcionário deverá arcar com os custos, disse a empresa, acrescentando que os trabalhadores precisam revelar seu status de vacinação até 10 de janeiro.

O diretor de operações da Starbucks, John Culver, disse em mensagem a funcionários na semana passada que, apesar de entender que há entre os trabalhadores da rede opiniões variadas sobre a vacinação, está incentivando todos a tomar a vacina. “Minha responsabilidade, e a de todo líder, é fazer o possível para ajudar a mantê-los seguros e criar o ambiente de trabalho mais seguro possível”, disse.

No mês passado, um tribunal federal de recursos restabeleceu as regras do governo de Joe Biden que exigem que as empresas com 100 ou mais funcionários garantam que seus trabalhadores sejam vacinados ou testados semanalmente para covid-19. O Departamento do Trabalho dos EUA disse em dezembro que os empregadores terão até 9 de fevereiro para cumprir as regras.

A Starbucks é uma das primeiras grandes redes de restaurantes nos EUA a anunciar que vai cumprir as exigências. Muitos restaurantes vêm enfrentando dificuldade para contratar e reter funcionários, e proprietários temem que as regras compliquem ainda mais a situação. Fonte: Dow Jones Newswires.