EconomiaNotícias

BC da Turquia reduz juros a 15% e diz que considera completar cortes em dezembro

1 Minutos de leitura
O Banco Central da Turquia informou nesta quinta-feira que decidiu cortar sua taxa básica de juros em um ponto porcentual, a 15%. A redução vem apesar da inflação ao consumidor atingir alta de quase 20% ao ano em outubro e após constantes interferências do presidente do país, Recep Tayip Erdogan, na entidade monetária.

Em comunicado, o BC ainda alertou que vai considerar completar a série de cortes em dezembro.

De acordo com o BC turco, indicadores têm mostrado que a atividade econômica local permanece forte, com ajuda de uma demanda externa robusta.

A melhora da conta corrente nacional deve se estender até o fim de 2021 “devido à forte tendência ascendente das exportações”, também avalia a instituição.

Quanto à alta inflação na Turquia, o BC diz que ela é provocada por fatores do lado da oferta, como os aumentos nos custos de alimentos e produtos importados, especialmente do setor de energia, além de gargalos no suprimento.

Os efeitos “transitórios” que impactam os preços estão além do controle da política monetária e devem persistir ao longo do primeiro semestre de 2022, segundo avalia o Banco.