EmpresasNotícias

Credit Suisse contrata Leonardo Cabral como head de Capital Markets

2 Minutos de leitura
O Credit Suisse Brasil anunciou nesta segunda-feira, 20, a contratação de Leonardo Cabral para o cargo de head de capital markets e advisory do banco no País. Ele assumirá o posto em janeiro de 2022, e se reportará diretamente a Javier Vargas, que ocupa o mesmo posto para América Latina, e a Ivan Monteiro, que a partir de janeiro será co-CEO do Credit no Brasil, e atualmente vice-presidente do conselho do banco de investimento do grupo no País.

Cabral volta ao banco depois de seis anos. Seu último cargo havia sido no Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), onde foi diretor de privatizações entre agosto de 2019 e junho deste ano.

Foi Cabral quem estruturou e liderou o investment banking do BNDES, e coordenou o programa de desinvestimentos do governo brasileiro e da carteira de participações do BNDESPar, braço de investimentos do banco de fomento. No período, segundo o Credit, foram 50 transações, com volume de R$ 78 bilhões.

Neste período, o BNDES se desfez de importantes participações em empresas, com ofertas subsequentes ou vendas em bloco (block trade) de ações de empresas como a Vale e a Suzano, realizadas em 2020. O Credit destaca ainda que Cabral contribuiu para aumentar o pipeline de projetos de privatizações de entidades nacionais e subnacionais.

O executivo trabalhou no Credit entre 2004 e 2015, em especial na divisão de investment banking. A última função de Cabral foi a de diretor de fusões e aquisições (M&As) e head de colocações privadas, coordenando transações nos mercados doméstico e internacional. O trabalho dele, afirma o banco, levou o time à primeira posição do ranking de M&As da Latin Finance em 2013.

Cabral é bacharel em engenharia pelo Instituto Militar de Engenharia (IME), mestre em administração pela Stanford Graduate School of Business, e certificado em gestão pública e inovação social.

“É um prazer anunciar o retorno de um executivo como Leonardo Cabral. Durante sua passagem pelo Credit Suisse, como head do time de M&A na América Latina, Leonardo coordenou diversas transações emblemáticas com resultados extraordinários. Suas habilidades certamente irão contribuir para a estruturação de novas transações e fortalecer ainda mais nosso relacionamento com investidores”, disse, em nota, o CEO do Credit no Brasil, José Olympio Pereira.

Vargas, por sua vez, destacou a experiência de Cabral. “Estamos muito satisfeitos e confiantes em recebê-lo de volta ao nosso time, conforme construímos um histórico de sucesso no mercado brasileiro, reforçando ainda mais nosso compromisso com a franquia de Investment Bank no Brasil”, afirmou.

Já Monteiro disse que a contratação de Cabral reforça o time do Credit no País. “Sua chegada fortalece ainda mais nosso time de Capital Markets &
Advisory e prepara nossa franquia de investment bank para esse próximo capítulo de liderança e crescimento. Será um prazer trabalhar com esse executivo talentoso e experiente.”

Cabral deixou o BNDES em junho, alegando, à época, motivos pessoais.