EconomiaNotícias

Indústria acumula perda de 2,6% em quatro meses de quedas consecutivas, diz IBGE

1 Minutos de leitura
A queda de 0,4% na produção industrial em setembro ante agosto fez o setor acumular uma perda de 2,6% em quatro meses de recuos consecutivos, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Dos nove primeiros meses de 2021, a indústria cresceu em apenas dois deles: janeiro (0,2%) e maio (1,2%).

Com o desempenho negativo de setembro, a indústria opera atualmente em patamar 3,2% inferior ao de fevereiro de 2020, no pré-pandemia.

Quando ainda crescia, em janeiro, a indústria alcançou um saldo positivo de 3,5% em relação ao pré-covid.

Em setembro, a produção industrial estava 19,4% abaixo do patamar recorde alcançado em maio de 2011. O nível atual de produção é semelhante ao de janeiro de 2009, apontou André Macedo, gerente da pesquisa do IBGE.

“O que nos dá a dimensão do quanto o setor industrial já perdeu em anos anteriores e o quanto vem aprofundando essa perda ao longo de 2021”, frisou Macedo.