EmpresasNotícias

Méliuz tem prejuízo líquido de R$ 2,95 mi no 3º trimestre

1 Minutos de leitura
A Méliuz teve prejuízo líquido de R$ 2,95 milhões no terceiro trimestre de 2021. Com esse resultado, a companhia reverteu lucro de R$ 4,733 milhões de um ano antes. A empresa encerrou o período com resultado financeiro negativo em R$ 5,649 milhões contra R$ 95 mil positivo reportado no mesmo intervalo de 2020.

No terceiro trimestre de 2021, o Ebitda foi de R$ 9,3 milhões negativos, majoritariamente explicado pelo aumento das despesas na linha de pessoal, o que está em linha com a estratégia da empresa, informou a Méliuz no comunicado que acompanha o balanço, cujo extrato não traz o Ebitda do terceiro trimestre de 2020 para efeito de comparação. No segundo trimestre de 2021, contudo, o Ebitda foi de R$ 7,2 milhões.

O Ebitda ajustado consolidado de julho a setembro deste ano ficou negativo em R$ 9,9 milhões. A empresa não divulgou o montante apurado em outros trimestres.

A receita líquida subiu para R$ 58,7 milhões, aumento de 8% na comparação imediata com o segundo trimestre do ano, quando a empresa alcançou R$ 54,5 milhões, crescimento de 129% contra o mesmo período do ano anterior.

Da receita total do terceiro trimestre deste ano, R$ 51,0 milhões são derivados das operações no Brasil (shopping nacional, serviços financeiros, Melhor Plano, Promobit e iDinheiro) e R$ 7,7 milhões à operação internacional.

Despesas operacionais

No terceiro trimestre, de 2021, a Méliuz totalizou R$ 69,5 milhões em despesas operacionais, alta de 11% em relação ao trimestre anterior. O crescimento, segundo a empresa, é explicado principalmente pelo aumento nas despesas de pessoal (R$ 6,0 milhões), que está em linha com a estratégia da empresa de focar no crescimento orgânico visando melhorias e produtos que serão lançados ao longo dos próximos trimestres, ressalta o documento que acompanha o balanço.