FinançasNotícias

Taxas futuras de juros recuam com esperança de avanço da PEC dos Precatórios

1 Minutos de leitura
Apesar da aversão a risco no exterior, a manhã é de alívio na curva de juros, com mínimas sendo batidas há pouco, diante da possibilidade de fatiamento da PEC dos Precatórios no Senado, uma vez que a medida poderia ampliar o apoio da proposta na Casa e viabilizar a aprovação.

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), também é o relator da PEC no Senado, disse que a ideia é acatar mudanças desejadas pelos senadores mantendo o texto já aprovado na Câmara dos Deputados.

Às 9h15, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 cedia para 11,87%, de 11,96% no ajuste de ontem.

O DI para janeiro de 2025 recuava para mínima de 11,96%, de 12,09%, e o para janeiro de 2023 caía para 12,10%, de 12,18%.