EconomiaNotícias

Vendas no varejo caem 0,8% em outubro ante setembro, diz Boa Vista

1 Minutos de leitura
As vendas no varejo nacional caíram 0,8% na passagem de setembro para outubro, com ajuste sazonal, divulgou nesta terça-feira, 23, a Boa Vista. O indicador antecedente de Movimento do Comércio registrou queda de 3,1% na comparação interanual e recuo de 0,9% no acumulado de 12 meses, ante -0,6% no período até o mês anterior. A alta acumulada em 2021, por sua vez, desacelerou de 0,9% para 0,3%.

Em nota, a Boa Vista afirmou que o resultado veio em linha com as expectativas, dado o enfraquecimento contínuo dos fatores condicionantes do varejo. “A confiança dos comerciantes até melhorou no período, mas isso se deveu a uma percepção mais otimista em relação ao futuro. O consumidor, por sua vez, não está mais confiante hoje e está mais descrente de que o cenário irá mudar para melhor nos próximos meses.”

A pressão inflacionária e a elevação dos juros também contribuíram para o resultado, acrescenta a instituição. O cenário deve permanecer negativo em novembro e dezembro, com o varejo em uma posição desconfortável e sem fatores que sugiram alguma melhora. A situação é agravada pelo fim do auxílio emergencial, que teve a última parcela paga em outubro.

“O Auxílio Brasil entrou em vigor, mas o valor do benefício ainda não é de R$ 400, algo que depende do avanço da PEC dos Precatórios. Em resumo, não se pode esperar muito dos resultados que estão por vir até o final do ano. Talvez, nem mesmo dos resultados de 2022”, alerta a Boa Vista.