EmpresasNotícias

Cemig: CPI que investiga atos da gestão é prorrogada até fevereiro de 2022

1 Minutos de leitura
A Cemig divulgou comunicado ao mercado informando que a Assembleia Legislativa de Minas Gerais decidiu nesta terça-feira, 26, prorrogar, em mais 60 dias, os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito que apura supostas ilegalidades na empresa, entre elas a contratação de consultorias e assessorias sem licitação.

Em razão do recesso parlamentar, a CPI se estenderá até 21 de fevereiro de 2022.

No comunicado, a Cemig disse que reafirma “o compromisso com as melhores práticas de governança e compliance e de prestar todas as informações necessárias ao pleno entendimento e esclarecimentos das suas decisões de gestão”.