FinançasNotícias

CVM suspende oferta de fundo Rio Bravo ESG

1 Minutos de leitura
A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) suspendeu nesta terça-feira a emissão do Rio Bravo ESG, um fundo de investimento em cotas de fundos incentivados de investimento em infraestrutura renda fixa crédito privado (FIC-FI-Infra). A operação tem a BRL Trust Distribuidora como administradora e a Warren Corretora como instituição intermediária líder.

Segundo a Superintendência de Registro de Valores Mobiliários (SRE) da CVM, a suspensão ocorreu após serem identificadas algumas irregularidades em materiais publicitários da oferta, como informação não contida no prospecto preliminar com potencial de induzir o investidor ao erro, com ausência de “linguagem serena e moderada” e de informações sobre a forma de acesso aos materiais da oferta pública.

De acordo com o prospecto preliminar, referente à distribuição pública de cotas da primeira emissão, a intenção do fundo é captar R$ 150 milhões (1,5 milhão de cotas de R$ 100 cada), sem considerar cotas do lote adicional. A oferta é destinada para investidores institucionais e não institucionais, inclusive pessoas físicas.

A CVM destacou que a oferta se encontrava em análise na SRE e com período de reservas aberto. A suspensão da oferta é imediata e pelo prazo de até 30 dias. Caso as irregularidades não sejam corrigidas neste prazo, a SRE poderá cancelar a oferta em definitivo. A superintendência também determinou que a ofertante publique imediatamente um comunicado ao mercado, informando a decisão da suspensão.