FinançasNotícias

Maioria das Bolsas da Europa fecha em queda

1 Minutos de leitura

As bolsas europeias fecharam majoritariamente em queda nesta terça-feira, de olho em indicadores macroeconômicos que apontaram para um cenário ainda incerto. Investidores reagiram também ao noticiário corporativo no continente, além de comentários de dirigentes de bancos centrais de economias desenvolvidas.

O índice Stoxx 600, que reúne as principais ações da região, encerrou a sessão com perda de 0,19%, a 482,71 pontos.

O índice de expectativas econômicas da Alemanha subiu de 23,3 pontos em outubro para 31,7 pontos em novembro, segundo uma pesquisa divulgada nesta terça-feira pelo instituto alemão ZEW. O resultado interrompeu uma sequência de cinco meses de queda e contrariou previsão do mercado.

Por outro lado, as exportações no país voltaram a recuar em setembro, à medida que gargalos na cadeia produtiva vêm causando escassez de matérias-primas e componentes.

Para o ING, as perspectivas para o comércio externo alemão são negativas. “Olhando para o futuro, primeiro precisaremos ver a produção industrial aumentando novamente antes que as exportações também aumentem”, destaca.

Nesse ambiente, o índice DAX, referência na Bolsa de Frankfurt, perdeu 0,04%, a 16.040,47 pontos. Já o FTSE MIB, de Milão, baixou 0,97%, a 27.441,27, na mínima do dia.

Em Londres, o FTSE 100 cedeu 0,36%, a 7.274,04 pontos. O presidente do Banco da Inglaterra (BoE), Andrew Bailey, disse nesta terça que a autoridade monetária pode alterar a taxa básica de juros caso perceba que a alta da inflação está sendo repassada para os salários no Reino Unido.

O índice CAC 40, de Paris, recuou 0,06%, a 7.043,27 pontos. Na contramão, o papel do Carrefour ganhou 2,47%, depois que o varejista anunciou uma parceria estratégica com o Meta – controlador do Facebook – para acelerar as operações digitais.

Ainda no mercado francês, Renault saltou 4,12%, após a montadora informar que seus resultados foram impulsionados pela parceria com a Nissan.

Nas praças ibéricas, o Ibex 35, de Madri, se elevou 0,05%, a 9.075,60 pontos, enquanto o PSI 20, de Lisboa, aumentou 0,33%, a 5.682,61 pontos.