Entrevistas

Especialista comenta: aspectos comportamentais da educação financeira infanto-juvenil

4 Minutos de leitura

Resumo da LIVE: O Dinheiro é Nosso Amigo – Com Stella Pereira

Você já tentou falar de dinheiro com as suas crianças? Então você já percebeu que é fácil falar sobre educação financeira, a parte difícil é fazer com que as crianças escutem e coloquem em prática. Neste mês de outubro, a Vai Investir lançou uma campanha especial sobre educação financeira infantil.

Neste artigo, resumiremos a transmissão ao vivo do dia 22/10/2020 pelo canal no Youtube da Vai Investir. Em uma conversa descontraída, o jornalista Thiago Goulart e a psicóloga Stella Pereira, Mestre em Psicologia infantil pela PUC-RJ, conversam sobre os aspectos comportamentais da educação financeira.

Muito se diz sobre como educar os filhos, quais atividades são melhores para cada idade e qual instrumento pedagógico é mais indicado. No entanto, a parte mais importante da educação financeira infantil é a educação geral dos próprios pais. São eles, os pais, quem primeiro irão modelar a forma com a criança recebe e percebe as relações com as outras pessoas e e com o mundo. Por isso, no mês do dia das crianças, precisamos falar também sobre os pais!

Os estilos parentais influenciam a forma com que as crianças se desenvolvem!

A psicóloga Stella Pereira inicia a transmissão salientando a existências dos 4 modelos básicos de estilos parentais e a importância deles no desenvolvimento das crianças. O estilo parental é a forma com que os pais assumem a orientação dos filhos no mundo. Os 4 modelos básicos de estilo parentais são: autoritário, permissivo, descuidado e o positivo.

O estilo parental autoritário

O estilo autoritário, por exemplo, tende a criar adultos pouco responsivos. Quando os pais exageram na imposição de sua autoridade, é comum que as crianças percam chances de tomar decisões sozinhas. Desta forma, perdem experiências valiosas sobre acertos, erros e suas consequências. As crianças criadas por pais autoritários podem se tornar inseguras, tendo grande aversão pelo risco.

O estilo parental permissivo

No estilo permissivo, os pais tendem a facilitar ao máximo a vida dos filhos. Este estilo é comum entre os pais que costumam trabalhar fora de casa muitas horas por dia, e por isso se sentem culpados pela ausência na vida das crianças. Como forma de compensar a falta, pais permissivos procuram retirar todas as frustrações do caminho das crianças.

Este estilo parental pode gerar filhos que não sabem lidar com dificuldades mínimas ou que não toleram a frustração por muito tempo. No entanto, quando se trata de educação financeira, a resiliência e a paciência são fundamentais.

O estilo parental descuidado

Também chamado de estilo negligente, se refere aos pais que fazem poucas intervenções na vida das crianças. Assim, os filhos acabam tendo que aprender sozinhos a maiorias de coisas e por isso podem levar muito mais tempo para adquirir maturidade. Filhos de pais com estilo parental negligente tem dificuldade para estabelecer prioridades e desenvolver disciplina.

O estilo parental positivo

Neste estilo parental se encaixam os pais com maior tendência a tomar decisões mais democráticas, que levam em conta as vontades pessoais dos filhos sem abrir mão de sua autoridade como pai e mãe. Os pais do estilo positivo são considerados mais equilibrados quanto ao tipo e a qualidade da intervenção que fazem, permitindo que os filhos aprendam com seus erros sem deixar de oferecer o apoio e compreensão.

Apesar das definições de estilos parentais proposta pela literatura científica, a psicóloga Stella Pereira deixa claro que estes estilos não são fixos e imutáveis. Ao contrário, podem ser modificados e reavaliados através de uma reflexão.

Não existe receita de bolo para educar, mas alguns pontos importantes devem ser observados.

A educação financeira infantil é um tema ainda novo para muitos brasileiros. Apesar da variedade de produção literária sobre o assunto no mundo inteiro, não há um consenso geral sobre o método e a aplicação destes conhecimentos.

É no cotidiano particular e singular das relações entre os pais e os filhos que cada progenitor descobrirá o que funciona melhor para cada criança. Neste sentido, não há uma receita de bolo para a educação financeira das crianças.

Em geral, toda educação infantil começa pela imaginação. Isto é, elementos lúdicos são o primeiro passo para ensinar novas coisas para os pequenos. Por isso, aqui vão algumas dicas da psicóloga Stella Pereira para o desenvolvimento educativo das crianças e adolescentes:

Livrinhos didáticos estimulam a imaginação das crianças

Há uma série de livros infantis que abordam o tema da educação financeira com leveza e simplicidade. Para as crianças menores de 10 anos este é um excelente recurso pedagógico. Os pais podem começar pela série Meu Dinheirinho de Carlos Freitas e Fabrício Soares.

Jogos como o Banco Imobiliário ajudam na compreensão de conceitos

Há jogos de tabuleiro e mesmo online que podem ser bastante úteis para a educação financeira infanto-juvenil. O banco imobiliário é o clássico mais conhecido, mas também há outros que cumprem o mesmo efeito.

Jogos do estilo RPG, por exemplo, contribuem para o desenvolvimento da habilidade de planejar o ganho e a administração dos recursos capitados dentro do universo do jogo. É comum que estes jogos tenham, inclusive, um tipo de sistema bancário para câmbio da moeda do jogo.

A sua presença é mais importante do que os presentes.

Nem sempre as crianças conseguem expressar isto, mas para elas é mais desejável a sua companhia do que um brinquedo novo toda semana. As atividades em família são as experiências que mais estruturam a personalidade futura das crianças.

Quando estes momentos em família são raros ou de pouca qualidade afetiva, os pequenos podem ter seu desenvolvimento cognitivo e afetivo prejudicado. É melhor ter pouco tempo com as crianças, mas que seja um tempo de qualidade, do que encher as crianças com presentes e facilidades.

Você pode assistir a Live completa pelo canal da Vai Investir no Youtube. Acompanhe nosso Blog para aprender mais dicas e conselhos sobre educação financeira para adultos e crianças. Em nossas redes sociais você encontra uma série de informações sobre investimentos e economia para passar sua semana bem informado (a). Siga-nos e Vai Investir!

Posts relacionados
EntrevistasEducação Financeira

Especialistas comentam lições de educação financeira infantil

4 Minutos de leitura
Resumo da LIVE com especialistas – EDUCAÇÃO FINANCEIRA INFANTIL – 09/10/2020 Com Alexandre Arci e Priscilla Sidoti Para conferir a live, acesse…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *