EconomiaNotícias

Fed acompanha ampla gama de fatores para avaliar pleno emprego, diz Powell

1 Minutos de leitura
O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), Jerome Powell, afirmou que a entidade monetária norte-americana está atenta não somente à taxa de desemprego e à criação mensal de postos de trabalho, como também em uma ampla gama de fatores, incluindo as desigualdades no mercado de trabalho americano, para avaliar se o país atingiu a condição de “pleno emprego”, que constitui uma das metas para a política monetária do Fed.

Durante discurso que abriu um evento sobre desigualdades econômicas coorganizado pelo BC dos EUA, Powell avaliou que uma economia está “saudável” quando todos têm oportunidade de trabalhar, especialmente os cidadãos de grupos sociais que “historicamente ficaram para trás”.

Desta forma, o banqueiro central alertou que “desigualdades enraizadas” impedem que a economia atinja seu potencial pleno.

Powell, no entanto, ressaltou que a maioria dessas desigualdades estão além do alcance da política monetária do Fed.

“Mas os objetivos específicos que nos foram dados pelo Congresso, para promover a realização de nosso mandato duplo de pleno emprego e estabilidade de preços, formam a base de uma economia forte e estável”, concluiu o dirigente.