FinançasNotícias

Juros acompanham dólar e recuam, após IBC-Br e IGP-10 e com Campos Neto no radar

1 Minutos de leitura
Os juros futuros começaram a terça-feira em baixa, em sintonia com o dólar, após o IBC-Br de setembro ter caído 0,27%, levemente melhor que a mediana das estimativas (-0,30%), enquanto o IGP-10 de novembro acelerou menos que o esperado, embora o relatório Focus tenha mostrado nova rodada de piora nas estimativas para inflação. O movimento é mais acentuado nos longos.

O leilão de NTN-B (11 horas) e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, que participa de evento à tarde (14 horas), ficam no radar.

Mais cedo, Campos Neto disse que “é importante ser realista e entender o quão disseminada está a inflação e será difícil trabalho do BC”, e alertou que “esforço fiscal e algum equilíbrio de gastos seria importante”.

Às 9h30, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 caía para 11,59%, de 11,64% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2025 recuava para 11,67%, de 11,74%, e o para janeiro de 2023 caía para 11,95%, de 11,98% no ajuste de sexta-feira.