EmpresasNotícias

Lucro da Sanepar sobe 62,4% e atinge R$ 267,3 mi no 3º trimestre

2 Minutos de leitura
A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) reportou um lucro líquido de R$ 267,3 milhões no terceiro trimestre, avanço de 62,4% em relação aos R$ 164,4 milhões reportados no mesmo período do ano passado. A receita operacional líquida subiu 13,3% na comparação anual, passando de R$ 1,166 bilhão de julho a setembro de 2020 para R$ 1,321 bilhão nesse trimestre.

O aumento na receita operacional líquida é decorrente do reajuste tarifário de 5,11% a partir de 05 de fevereiro de 2021, revisão tarifária de 5,77% a partir de 17 de maio desse ano, crescimento dos volumes faturados de água e esgoto e aumento no número de ligações.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) chegou a R$ 592,1 milhões, avanço de 51% na comparação anual. Já a margem Ebitda registrada foi de 44,8%, ante 33,6% reportado no mesmo período do ano passado, recuo de 7,4 ponto porcentual.

O desempenho do Ebitda ocorreu principalmente pelo crescimento de 13,3% da receita líquida e pela redução de 5,8% dos custos e despesas que impactam o dado, segundo o release de resultados da empresa. A geração de caixa operacional do terceiro trimestre foi de R$ 562,3 milhões, aumento de 34,5% ante o mesmo período do ano passado.

A Sanepar informou um crescimento de 2,5% nas ligações de água na comparação anual, chegando a 3,330 milhões, com 82.526 adições. Enquanto isso, as de esgoto subiram 3,6% na mesma base comparativa, ao somar 2,361 milhões. No período em questão, foram feitas 82.996 novas ligações desse tipo.

O índice de alavancagem, medido pela relação entre a dívida líquida e o Ebitda no acumulado de 12 meses permaneceu estável em 1,3 vez. Os custos e despesas operacionais passaram de R$ 866 milhões para R$ 830 milhões ano contra ano, queda de 4,2%.

Crise hídrica

O comunicado da empresa de saneamento diz ainda que devido ao baixo volume de reservação e escassez de chuva, está praticando, como ação mitigadora, rodízio no abastecimento de água. Com a queda do nível de reservação abaixo de 50%, foi retomado, a partir de 11 de agosto de 2021, o modelo anterior para o fornecimento de água em Curitiba e Região Metropolitana. O período de abastecimento é de 36 horas, com suspensão de até 36 horas.

No fechamento do terceiro trimestre de 2021, o volume de reservação do SAIC estava em 49,2%, nível superior ao registrado no mesmo período do ano anterior (29,8%).