EmpresasNotícias

Lucro líquido da Cemig cai 27% no 3º trimestre, para R$ 421,05 milhões

1 Minutos de leitura
A Cemig reportou lucro líquido de R$ 421,05 milhões no terceiro trimestre deste ano, queda de 27% em relação ao mesmo período do ano passado. Entre julho e setembro, o Lucro Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização (Ebitda, da sigla em inglês) ajustado pela exclusão de itens não recorrentes, aumentou 6,4% em base anual de comparação, para R$ 1,468 bilhão, enquanto a margem Ebitda passou de 20,76% para 18,51%, redução de 2,25 pontos porcentuais (p.p.). A receita líquida da Cemig no terceiro trimestre avançou 48% para R$ 9,52 bilhões.

Operacional

A receita com energia vendida a consumidores finais de julho a setembro totalizou R$ 6,91 bilhões ante R$ 5,785 bilhões no mesmo período de 2020, representando um aumento de 19,5%. No período, o fornecimento bruto de energia totalizou 13.524.447 megawatts-hora (MWh), alta de 4,1% em relação ao mesmo período do ano passado.

Em relação ao gás, a companhia registrou uma receita com fornecimento de R$ 838.444 milhões no segundo trimestre, crescimento de 107,9% na base anual. No período, a Cemig vendeu 340.126 metros cúbicos por dia (m3/dia) de gás, volume 85,7% maior em relação ao mesmo trimestre de 2020. O preço médio faturado por MWh foi de R$ 568,22.

A energia faturada pela Cemig Geração e Transmissão (GT) ficou em 7,4 milhões de MWh, aumento 6,5%, puxada pelo consumo de clientes livres da classe industrial, em função da efetivação de novos contratos de venda de energia.

Na compra de gás para revenda, a empresa teve uma despesa de R$ 560,010 milhões no trimestre, uma alta de 170,1% ante igual intervalo de 2020.