EconomiaNotícias

Mubadala Capital conclui aquisição do controle da MetrôRio e da MetrôBarra

1 Minutos de leitura
A Mubadala Capital, subsidiária de gestão de ativos do Mubadala Investment Company, fundo soberano de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, anunciou a conclusão do processo de aquisição do controle da concessionária MetrôRio e da empresa MetrôBarra, que atuam no transporte coletivo no Rio de Janeiro.

“A incorporação do MetrôRio e MetrôBarra ao portfólio se encaixa perfeitamente à nossa estratégia de transformar empresas que se encontram em um contexto complexo. Estes investimentos têm uma boa perspectiva de recuperação operacional e rentabilidade no longo prazo, mesmo diante do atual cenário econômico. Além disso, estas aquisições consolidam cada vez mais nossa experiência com ativos dessa natureza”, afirmou Oscar Fahlgren, presidente do Mubadala Capital no Brasil, em nota distribuída à imprensa.

A concessionária MetrôRio opera as linhas 1, 2 e 4 do sistema metroviário da capital fluminense, o que inclui 58 quilômetros de extensão, 41 estações e 64 trens.

Já a empresa MetrôBarra é responsável pela aquisição e implantação de trens e sistemas da linha 4, que liga a zona sul à Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade, inaugurada para os Jogos Olímpicos de 2016.

Ambas eram administradas pela Invepar – holding de investimentos em infraestrutura controlada pelos fundos de pensão Previ (do Banco do Brasil), Petros (da Petrobras) e Funcef (da Caixa) -, até serem negociadas com o Mubadala como parte de uma operação de reestruturação de dívidas.

Segundo o Mubadala, as negociações para a transação tiveram início em 2016. Na conclusão do acordo, parte das dívidas da Invepar administradas pelo Mubadala Capital foi trocada por ações ordinárias da Metrô Rio, pelo valor total de R$ 1.595.863.778,22, e Metrô Barra, pelo valor total de R$ 238.016.476,78. Com a transação, o fundo árabe e seus coinvestidores passaram a deter 51,5% de participação acionária nos ativos.

A operação de troca de controle na concessão foi autorizada e publicada no Diário Oficial fluminense em junho pelo governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL).

A Mubadala Capital entrou no ramo de concessão de transporte em 2019, quando adquiriu participação na concessionária Rota das Bandeiras, responsável por administrar 297 quilômetros do corredor rodoviário Dom Pedro I, no interior do Estado de São Paulo.