FinançasNotícias

Ouro fecha em baixa pressionado por dólar forte, mesmo ante cautela com ômicron

1 Minutos de leitura
O contrato futuro do ouro fechou em baixa nesta segunda-feira, 27. A queda se dá após os ganhos registrados na semana passada, antes do feriado de Natal. O fortalecimento do dólar, em meio aos temores com a variante ômicron do coronavírus, pressionou o metal nesta sessão.

Na Comex, divisão para metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para fevereiro caiu 0,16%, a US$ 1.808,80 por onça-troy.

Desde o início da sessão, os metais já operavam no vermelho. A menor busca por risco fortaleceu a divisa americana, considerada porto seguro dos investidores, o que torna as commodities mais caras para detentores de outras moedas.

Analista da Oanda, Jeffrey Halley afirma que tentativas de recuperação do preço do ouro não são convincentes, uma vez que operadores ajustam suas posições ao menor sinal de problema. No entanto, o dólar também parece estar mais vulnerável ao noticiário sobre a ômicron, o que pode elevar os preços do metal precioso nesta semana, avalia o economista.

Com a menor liquidez das negociações na última semana do ano, a falta de divulgação de dados e notícias no mercado financeiro podem conter os movimentos feitos por investidores nesta semana.

*Com informações da Dow Jones Newswires.