FinançasNotícias

Petróleo fecha com recuo de mais de 2%, mas WTI acumula maior ganho anual desde 2009

1 Minutos de leitura
Os contratos do petróleo caíram mais de 2% na sessão desta sexta-feira. No entanto, os ativos acumularam ganho nesta semana e o barril de WTI teve o maior aumento anual desde 2009, informou a Dow Jones Neswires.

O petróleo WTI com entrega prevista para fevereiro fechou em queda de 2,31% (US$ 1,78), a US$ 75,21 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), enquanto o do Brent para março caiu 2,20% (US$ 1,75), a US$ 77,78 o barril, na Intercontinental Exchange (ICE). Na semana, os contratos mais líquidos acumularam ganho de 1,92% e 2,15%, respectivamente.

Nos mercados do petróleo, o ano foi marcado por uma retomada da demanda e disciplina de oferta pelos maiores produtores do mundo. A alta nos preços da gasolina fez com que os Estados Unidos e países aliados, por exemplo, decidissem liberar parte de suas reservas estratégicas da commodity com o intuito de controlar a alta de preços

Depois de uma recuperação nos preços neste ano, a variante Ômicron do coronavírus traz novas incertezas para o mercado de petróleo em 2022. Na próxima terça-feira, 4, investidores devem monitorar a decisão da Organização de Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) sobre sua oferta. A expectativa é de manutenção da atual oferta modesta, segundo fontes à Reuters.

*Com informações da Dow Jones Newswires.