EconomiaNotícias

Price Group: com seca, produção de soja deve cair para entre 140 mi e 145 mi de t

1 Minutos de leitura
O Brasil deve produzir de 140 milhões a 145 milhões de toneladas de soja na safra 2021/22 ante estimativa inicial de 150 milhões de toneladas, apontou o analista do Price Futures Group, Jack Scoville. O motivo da revisão são as eventuais perdas na safra do Sul do País, em virtude da seca que afeta Estados produtores da região, justificou Scoville, em comentário diário sobre o mercado. “O plantio e o desenvolvimento inicial da safra estão indo muito bem no Centro e Norte do Brasil, mas tem estado muito seco no Sul do Brasil e em partes da Argentina”, disse Scoville.

Segundo o analista, as condições estão mais estáveis agora, mas o clima mais seco está voltando ao Sul do País depois de algumas chuvas ao longo desta semana. Scoville destacou que a tendência de seca permanece em virtude do fenômeno climático La Ninã. “Relatórios indicam que algum milho foi perdido e as ideias são de que a soja pode ficar estressada se o tempo seco voltar”, comentou. Scoville acrescentou que o Brasil pode ter soja pronta para exportação até o fim de fevereiro e que várias consultorias privadas estão cortando as estimativas de produção de soja do País na atual safra 2021/22.