FinançasNotícias

Taxa curta de juros tem viés de alta; demais seguem estáveis antes de leilão

1 Minutos de leitura
Os juros futuros operam estáveis na manhã desta terça-feira, sendo que os curtos têm viés de alta, num dia de agenda esvaziada, mas com as preocupações com o andamento da PEC dos Precatórios e com escalada da inflação seguem como pano de fundo. Há expectativa ainda com o leilão de NTN-B (11 horas).

Às 9h47, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 marcava 12,01%, mesma taxa do ajuste de ontem.

O DI para janeiro de 2025 estava em 12,17% mesma taxa do ajuste anterior, e o para janeiro de 2023 subia para 12,38%, de 12,34% no ajuste anterior.