FinançasNotícias

Taxas curtas de juros recuam após serviços e demais rondam estabilidade

1 Minutos de leitura
Os juros futuros curtos operam em queda na manhã desta sexta-feira após o dado de volume de serviços do IBGE ter mostrado queda de 0,6% em setembro ante agosto, contrariando a expectativa de alta de 0,5% e ficando abaixo do piso das estimavas (-0,4%), segundo o Projeções Broadcast. Havia expectativa de que um resultado positivo confirmasse uma tendência de deslocamento da demanda de bens para serviços, após o desempenho fraco das vendas no varejo em setembro.

As demais taxas têm leve alta, em sintonia com o dólar. E há pouco pesquisa Exame/Ideia mostrou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva liderando todos os cenários eleitorais para a Presidência em 2022.

Às 9h22, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 subia para 11,71%, de 11,69% no ajuste de quinta-feira. O DI para janeiro de 2025 estava em 11,80%, de 11,79%, e o para janeiro de 2023 caía para 11,89%, de 11,97% no ajuste anterior.