EmpresasNotícias

Unifique compra Guaíba Telecomunicações em negócio de R$ 60,93 milhões

2 Minutos de leitura
A provedora catarinense Unifique comprou a gaúcha Guaíba Telecomunicações em um negócio avaliado em R$ 60,93 milhões, de acordo com fato relevante na noite de quinta-feira, 23. A Guaíba presta serviços de internet e possui 20 mil acessos nas cidades de Porto Alegre (zona sul), Eldorado do Sul, Mariana Pimentel, Guaíba, Barra do Ribeiro e Sertão Santana.

A Unifique tem presença maciça em Santa Catarina, além de operações menores no Rio Grande do Sul e no Paraná. Esta transação faz parte da sua estratégia de crescimento no mercado gaúcho. A compra da Guaíba representa 40% da sua base no Estado.

A Guaíba tem 82% dos acessos de internet feitos via redes de fibra ótica, enquanto os 18% restantes são por rádio. A tecnologia é similar à da Unifique e demanda um volume baixo de investimentos para atualização.

Em comunicado, a Unifique ainda destacou que a empresa adquirida possui carteira expressiva de clientes corporativos e receita por acesso em patamares semelhantes aos seus.

Além disso, a região geográfica da nova rede é adjacente às atuais operações da Unifique no Rio Grande do Sul, o que permitirá capturas de sinergias operacionais relevantes. O contrato celebrado contém cláusula de obrigação de não concorrência das partes vendedoras pelo período de cinco anos.

Valor da transação

O valor da empresa Guaiba Telecomunicações (enterprise value) foi apontado em R$ 60,93 milhões, dos quais R$ 13,44 milhões em dívida líquida a ser assumida pela Unifique e R$ 47,49 milhões de preço base de aquisição (equity value).

Esta fatia de R$ 47,49 milhões terá como forma de pagamento um valor inicial de 20%, e os 80% restantes serão pagos em parcelas mensais e consecutivas divididas em três tranches.

A primeira tranche será composta das parcelas 1 a 12, sem correção. Na segunda tranche, as parcelas 13 a 24 serão corrigidas pelo CDI a partir do primeiro aniversário do contrato. Por fim, na terceira tranche, as parcelas 25 a 36 serão corrigidas pelo CDI a partir do segundo aniversário do contrato.

O preço base de aquisição está sujeito a determinados ajustes decorrentes da transferência de aproximadamente 20 mil acessos, dos ativos envolvidos na transação, e das obrigações de indenização assumidas.

O contrato também prevê cláusula de ajuste do preço base (earnout) condicionada ao atingimento de metas definidas com base no faturamento do 12º e 24º mês a partir da data de aquisição. O pagamento do earnout será diluído nas parcelas restantes do pagamento do preço base de aquisição.