FinançasNotícias

Bolsas da Ásia fecham majoritariamente em alta, após recordes em Wall Street

1 Minutos de leitura
As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta terça-feira, 9, após mais um dia de recordes em Wall Street. Na China continental, o índice Xangai Composto subiu 0,24%, a 3.507,00 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 0,76%, a 2.436,24 pontos, com destaque para ações de bancos e de educação.

Em outras partes da Ásia, o Hang Seng se valorizou 0,20% em Hong Kong, a 24.813,13 pontos, o Kospi teve alta marginal de 0,08% em Seul, a 2.962,46 pontos, e o Taiex registrou ganho de 0,72% em Taiwan, a 17.541,36 pontos.

Por outro lado, o japonês Nikkei caiu 0,75% em Tóquio hoje, a 29.285,46 pontos, à medida que o iene atingiu máximas em quatro semanas em relação ao dólar durante a madrugada. Em seu pior momento, o dólar chegou a ser negociado a 112,71 ienes, seu menor valor desde 11 de outubro, ante 113,26 ienes no fim da tarde de ontem.

Uma notável exceção na bolsa japonesa foi a Softbank, cujo papel saltou 10,5% após a empresa de telecomunicações anunciar um programa de recompra de ações de 1 trilhão de ienes (cerca de US$ 8,8 bilhões).

O tom predominantemente positivo na região asiática veio após as bolsas de Nova York estenderem ganhos recentes e fecharem em novas máximas históricas ontem, reagindo à aprovação de um gigante pacote de gastos com infraestrutura pelo Congresso americano.

Já na Oceania, a bolsa australiana ficou no vermelho, pressionada por ações de grandes bancos domésticos. O S&P/ASX 200 caiu 0,24% em Sydney, a 7.434,20 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.