Ações

Conheça o mapa dos IPOs 2021

8 Minutos de leitura

Quem deseja acompanhar a bolsa de valores e aproveitar eventuais oportunidades ao longo do ano precisa conhecer o mapa dos IPOs (Ofertas Públicas de Ações) previsto para o segundo semestre de 2021. Afinal, saber como eles funcionam e as empresas que estão na fila para abrir capital no mercado antecipa suas análises e facilita o seu planejamento.

giphy Conheça o mapa dos IPOs 2021

Para este ano, os IPOs devem alcançar novos recordes. A estimativa é que as operações somem de R$ 200 bilhões a R$ 250 bilhões até o fim de 2021, o que pode significar o dobro do registrado em 2020 (R$ 117,5 bilhões).

Vamos lá! Desde o início de 2021, 33 empresas fizeram seus IPOs e estrearam na B3 (Bolsa brasileira), movimentando mais de R$ 38,2 bilhões (dados de julho). Na média, esses IPOs tiveram uma performance de +17,5% desde o lançamento dessas ofertas. Nos últimos 3 meses a performance média foi de +9,4%, o que se compara com +3,7% do índice Ibovespa no mesmo período.

A verdade é que fatores como a retomada da economia, melhora do cenário global e vacinação em massa atraíram investidores domésticos e estrangeiros para a Bolsa e para os IPOs. Até o final de junho de 2021, os investidores pessoas físicas na Bolsa chegaram a 3,8 milhões, +17,4% em relação à 2020, e houve um fluxo de investidores estrangeiros que somou R$64,0 bilhões até agora neste ano.

Tudo isso tornou o mercado acionário mais atraente para empresários, fazendo com que 2021 tivesse um número significativo de IPOs até o momento. Ao fazer uma oferta deste tipo, as empresas abrem mão de parte de sua operação para captar acionistas. Assim, quem compra os papéis negociados na bolsa também se torna dono de uma parte do negócio.

Conheça o mapa dos IPOs 2021

Fonte: B3, CVM e XP Investimentos.

É por meio do IPO que você poderá aproveitar as aberturas de capital para diversificar sua carteira e usufruir de algumas vantagens, a depender dos seus objetivos. Além disso, conhecer cada companhia e suas expectativas ajuda a reduzir os riscos de se frustrar com suas operações e investimentos.

Neste post você descobrirá como participar de uma oferta pública de ações e por que ela traz boas possibilidades aos investidores.

Acompanhe a seguir e saiba mais!

Sumário

. O que é IPO?
. Quais oportunidades o IPO traz para os investidores?
. Quais IPOs ocorreram em 2020?
. Performance dos IPOs no primeiro semestre 2021
. Veja o mapa dos próximos IPOs 2021
. O case de sucesso da Smart Fit (SMFT3)
. Como investir em IPO em 5 passos!
. Conclusão

trader 5129770 1280 Conheça o mapa dos IPOs 2021

O que é IPO?

IPO é a sigla para o termo em inglês Initial Public Offering (Oferta Pública Inicial). É um procedimento realizado para que o capital de uma empresa seja aberto e listado na bolsa de valores. Ou seja, é a partir do IPO que a companhia se torna uma S.A. (Sociedade Anônima) e lança Ações na bolsa. Com isso, os investidores interessados conseguem adquirir partes do capital social da empresa, tornando-se acionistas.

Como funciona

giphy Conheça o mapa dos IPOs 2021

Para realizar o IPO é preciso passar por um procedimento preliminar, que prepara todas as regras para a abertura de capital. O órgão que regula essas normas é a CVM (Comissão de Valores Mobiliários), com o objetivo de padronizar e fiscalizar a etapa.

Na preparação, a empresa desenvolve um prospecto. Ele é um documento que demonstra dados importantes do negócio. Por exemplo, a situação financeira, o balanço patrimonial, a proposta de quantidade e a faixa de preço das ações constam na documentação.

Depois de publicar o prospecto e seguir as regras estabelecidas, é marcada uma data para o IPO. Com ele, a empresa busca investimentos para financiar suas atividades e expandir o negócio. Logo, o dinheiro que vem dos novos acionistas aumenta as possibilidades da companhia.

Afinal, ao investir em ações no IPO, o investidor injeta dinheiro diretamente na empresa. Essa movimentação acontece no mercado primário. Depois, os papéis podem ser negociados entre os próprios acionistas no mercado secundário, de modo que os valores não chegam mais até a companhia.

Quais oportunidades o IPO traz para os investidores?

Uma das principais vantagens do IPO é que os proprietários da empresa têm a possibilidade de vender um percentual das suas próprias ações e conseguem arrecadar uma boa quantia no momento em que a empresa abre o capital. É nesse momento que os investidores podem aproveitar oportunidades, seja de se manter sócio da empresa ou de buscar a valorização dos papéis.

Geralmente, ao lançar as ações, a cotação prévia é reduzida. Com isso, o investidor pode comprar os ativos e esperar a valorização para revendê-los. Contudo, o resultado não é garantido. É fundamental fazer uma avaliação, principalmente a respeito dos fundamentos da empresa.

Além de investidores de longo prazo, os IPOs podem interessar especuladores em operações de curto e curtíssimo prazo. É comum que os papéis tenham alta volatilidade logo após a oferta pública. Desse modo, os traders podem operar na variação.

Contudo, a estratégia traz mais riscos, pois a exposição à volatilidade é grande. Além disso, é preciso considerar as regras do IPO. Alguns deles controlam a possibilidade de venda do papel por determinado tempo, impossibilitando ou limitando a especulação.

Quais IPOs ocorreram em 2020?

O ano de 2020 foi marcado por diversos IPOs na bolsa de valores brasileira. As ofertas públicas movimentaram mais de R$ 115 bilhões, sendo que 28 empresas abriram seu capital para o mercado.

O maior IPO de 2020 na bolsa brasileira, a B3, foi da Rede D’or. Trata-se da maior rede de hospitais do Brasil e seu IPO levantou mais de R$ 10 bilhões. Considerada a terceira maior oferta inicial na bolsa brasileira, ela ocorreu em dezembro de 2020.

O Grupo Mateus, uma rede varejista e atacadista de alimentos do Norte e Nordeste, também fez seu IPO no mesmo ano. A oferta movimentou cerca de R$ 4 bilhões e é considerada a segunda maior de 2020, considerando a arrecadação.

Logo atrás, como terceiro maior IPO de 2020 na bolsa brasileira vem a Petz. Ela é uma rede varejista focada em produtos para animais. Sua oferta pública movimentou mais de R$ 3 bilhões e, até o fim do ano, suas Ações já tinham valorizado cerca de 15%.

Apesar de ter sido o ano com o maior número de IPOs, em 2020 ocorreram 11 interrupções de ofertas públicas. Ou seja, companhias que estavam programadas para a abertura de capital suspenderam o processo. Em muitos casos, por conta dos desafios da pandemia do novo coronavírus.

Entre as mais conhecidas está a rede varejista Havan, uma loja de departamentos presente em 17 estados brasileiros. Além dela, a Wine, loja de vinhos online, também desistiu de fazer seu IPO no ano de 2020.

Performance dos IPOs no primeiro semestre 2021

Há muitas vantagens para uma empresa abrir capital. Por exemplo, com sinais mais claros de melhora na economia , o ambiente por trás do IPO fica mais atrativo. Em termos práticos, se a taxa básica de juros cai (taxa selic) , os ativos de risco crescem e as empresas conseguem captar mais recursos no mercado de capitais.

Assim, o sucesso de um IPO implica em mais recursos no caixa e mais possibilidades de investimentos nos negócios, como fazer uma mudança de estratégia, lançar novos produtos ou serviços, internacionalizar a operação e até mesmo quitar dívidas.

Outro benefício claro de ter a empresa listada em bolsa é conseguir atrair os melhores profissionais do mercado, oferecendo o pagamento em ações com a promessa de retorno expressivo na abertura de capital.

Abaixo, segue o levantamento da XP Investimentos da performance dos IPOs realizados até o preço de fechamento do dia 08 de julho desse ano.

performance ipo 2021 Conheça o mapa dos IPOs 2021

Fonte: XP Investimentos

O investidor tem vantagens ao entrar em uma oferta pública. Exemplo prático: poder comprar os ativos antes de elas chegarem ao mercado pode significar uma compra de papéis por um valor menor do que no primeiro pregão.

Além disso, quem reserva essas ações antecipadamente pode ter bons lucros nos primeiros dias de negociações na bolsa. Caso seja feita uma análise fundamentalista , é possível ter uma expectativa mais concreta e contínua sobre a valorização das ações.

Veja o mapa dos próximos IPOs 2021

Outras empresas bem conhecidas dos brasileiros fizeram a solicitação de IPO e podem estrear logo logo no mercado brasileiro. A Smart Fit (SMFT3), Unifique Telecomunicações (FIQE3),  Multilaser (MLAS3) e Desktop (DESK3) são algumas delas. Seguem as empresas que devem sair nas próximas semanas.

ofertassss Conheça o mapa dos IPOs 2021

Fonte: XP Investimentos

A tendência é que esse movimento continue em 2021, já havendo 26 companhias aguardando a autorização da CVM para realizarem seu IPO e com expectativas de totalizar até 100 IPOs esse ano. Veja as ofertas em análise pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

ofertas ipo Conheça o mapa dos IPOs 2021

Fonte: CVM e XP Investimentos

O case de sucesso da Smart Fit (SMFT3)

A Smart Fit (SMFT3) concluiu na segunda-feira (12/07) sua oferta inicial de ações, movimentando R$ 2,3 bilhões. decisão foi a de definir o preço por ação de R$ 23 – o intervalo era de R$ 20 a R$ 25. Já no dia 14 de julho, a ação da rede de academias estreou na B3 em disparada. Os ativos saltaram 34,78%, a R$ 31.

O valor movimentado na oferta irá para o caixa da empresa e financiará basicamente a expansão da rede – cerca de 70% dos recursos serão utilizados para a abertura de novas unidades da Smart Fit. Aquisições estratégicas não estão descartadas, conforme o prospecto da oferta.

Como investir em IPO em 5 passos!

Se depois de ler todas as informações passadas aqui, você está convencido de que investir em IPO de uma empresa específica é o que deseja fazer, vamos ao passo a passo.

Passo a passo de como investir em IPO:

1) Escolha uma empresa

Esse é o passo inicial e mais importante. É nesse momento que você vai avaliar o histórico e demonstrativo financeiro da empresa para ter certeza que é um bom negócio. Acompanhar algumas métricas do balanço financeiro como o ROE (Retorno sobre o Capital) ou o EBITDA (Earnings Before Interest Rates, Taxes, Depreciation and Amortization) podem te ajudar a avaliar melhores opções de investimento.

2) Reservar as ações

Para reservar as ações , é necessário ter uma conta em uma corretora de valores que esteja participando do IPO. Informe o volume financeiro que deseja comprar, de acordo com a faixa de preço estabelecida. Fique atento. Após feita a reserva, não é possível voltar atrás. Além disso, é preciso pagar uma parte do valor das ações para garantir sua participação.

3) Preço final

A precificação das ações é feita após a avaliação do preço inicial e da demanda pelos papéis que estão sendo negociados. O valor definido nesta etapa é o que será pago por quem reservou os papéis.

4) Demanda Maior

É nesta etapa que se verifica se existe uma demanda maior à oferta das ações. Se isso não acontecer, o IPO pode nem sair.

5) Início das operações da empresa na Bolsa de Valores

Depois de realizado o IPO, inicia-se a negociação das ações no mercado secundário. É neste momento que as ações podem ter o preço variando para baixo ou para cima.

Conclusão

A decisão de investir em um IPO não é uma tarefa fácil. Do ponto de vista dos investidores, não há como ter garantias efetivas de que as ações serão valorizadas no dia da abertura de capital.

Isso implica em uma análise mais cuidadosa sobre o setor e a empresa antes de participar do mercado acionário.

Esse investimento pode não ser recomendado para investidores iniciantes , mas a equipe da Valor Investimentos pode te ajudar no processo de análise.

Do lado das empresas, no entanto, a abertura de capital traz mais visibilidade para o negócio. Além disso, pode ajudar a captar dinheiro. Seja para financiar novos projetos, quitar dívidas ou contratar profissionais de ponta.

O segredo é saber identificar de que forma as vantagens e desvantagens do IPO podem afetar o seu bolso. Aí sim você fará uma decisão consciente sobre a compra ou não de ações em uma Oferta Pública Inicial.

Agora você já conhece os IPOs previstos para 2021! Lembre-se de acompanhar as notícias das ofertas públicas e contar com a ajuda de uma assessoria de investimento antes de investir. Assim, você terá mais segurança e poderá fazer aportes de acordo com seus objetivos!

Quer entender mais sobre o serviço de assessoria? Confira nosso texto e conheça a Valor Investimentos, nossa parceira!

Posts relacionados
AçõesInternacional

Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq

7 Minutos de leitura
Muitos investidores buscam internacionalizar a sua carteira de investimentos. Essa atitude expõe o capital a outros mercados e diversifica o portfólio. A…
AçõesEducação Financeira

O que é home broker e como funciona essa ferramenta?

4 Minutos de leitura
Quando se fala em investir na bolsa de valores, uma das primeiras informações que se deve saber é o que é um…
AçõesColuna

Warren Buffett: quem é e quais suas estratégias de investimento?

4 Minutos de leitura
Inspirar-se em investidores de sucesso pode ser um caminho para atuar no mercado financeiro. Afinal, essa é uma forma de aproveitar as…

Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email: