EmpresasNotícias

Localiza: preço dos carros vendidos subiu 34,5% no 3º trimestre

2 Minutos de leitura

O preço médio dos carros vendidos pela Localiza no terceiro trimestre subiu 34,5% na comparação anual, para R$ 60,5 mil, refletindo o aumento praticado nos preços dos carros novos, informou a companhia em balanço enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na noite desta terça-feira, 9.

De acordo com a Localiza, de julho a setembro os volumes de produção de carros pela indústria continuaram sendo impactados pela escassez de semicondutores no mercado global. Neste cenário, foram comprados 22.437 veículos pela companhia no período, ante 22.881 unidades no mesmo período de 2020. O volume de desativação da frota do aluguel passou de 45.536 no terceiro trimestre do ano passado para 21.620 em igual intervalo de 2021.

No acumulado do ano, a frota da Localiza foi reduzida em 1,7% em relação a igual intervalo de 2020, devido “à persistência do cenário de menor nível de fornecimento de veículos pelas montadoras, parcialmente compensado pela redução do número de carros disponíveis para venda”, destaca a companhia. O investimento líquido na frota de janeiro a setembro foi de R$ 4,9 bilhões (incluindo acessórios), ante R$ 3 bilhões no mesmo intervalo de 2020.

Aluguel

No terceiro trimestre, o número de diárias da divisão aluguel de carros apresentou crescimento de 11% em relação ao mesmo período de 2020, para 13,8 milhões, “a partir da retomada consistente da demanda com o avanço da vacinação contra a covid-19”, diz a empresa em balanço.

A taxa de utilização da frota continuou avançando, atingindo a marca de 80% no período. A diária média foi de R$ 92, alta de 37,8% na comparação anual, refletindo aumento nos preços dos carros, juros mais elevados e mix. Como resultado, na mesma base de comparação, a receita líquida do segmento de aluguel de carros cresceu 54,1%.

De julho a setembro, o número de diárias na gestão e terceirização de frotas (GTF) apresentou crescimento de 7,5% e de 14,7% na receita líquida na comparação anual, com um aumento de 8,4% na diária média, para R$ 58,4.

“O ritmo de vendas da divisão permanece forte com um backlog superior a 20 mil carros em carteira”, diz a Localiza. O prazo médio de entrega, contudo, está acima do histórico em função do baixo nível de produção de carros novos, “impactando temporariamente as taxas de crescimento.”