FinançasNotícias

Moedas globais: índice DXY do dólar avança com pouco impulso, mas euro sobe

1 Minutos de leitura
O índice DXY, que mede o dólar ante uma cesta de moedas fortes, subiu nesta segunda, 27, com pouco impulso. A covid-19 e seus riscos à atividade econômica seguiram como focos importantes, apoiando as compras da divisa americana, mas o euro por exemplo teve ganho modesto.

No fim da tarde em Nova York, o dólar avançava a 114,89 ienes, o euro subia a US$ 1,1329 e a libra tinha alta a US$ 1,3444. O DXY avançou 0,08%, a 96,093 pontos.

A covid-19 continua como preocupação, após companhias aéreas cancelares milhares de voos devido à doença nos últimos dias e países da Europa, como a França, imporem restrições para tentar conter a disseminação do vírus. A busca pela segurança do dólar seguiu assim apoiada. Com isso, a divisa recuperou perdas recentes, ainda oscilando dentro da mesma faixa.

A moeda americana também é apoiada pela expectativa de aperto monetário ao longo de 2022 nos EUA, após o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) sinalizar recentemente maior preocupação com a trajetória dos preços. O Goldman Sachs, por exemplo, projeta três altas nos juros em 2022, a primeira delas em março.

* Com informações da Dow Jones Newswires