FinançasNotícias

Petróleo fecha em alta, após dado de estoques dos EUA e com dólar em baixa

1 Minutos de leitura
Após uma sessão volátil, os preços do petróleo no mercado futuro ganharam força e fecharam com leve alta. O mercado acompanhou o resultado do relatório de estoques de petróleo dos Estados Unidos, que recuaram mais que o esperado, apontando para uma demanda mais robusta. Enquanto isso, o dólar perdia força, e os investidores analisavam os impactos da variante Ômicron.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril do WTI com entrega prevista para fevereiro subiu 0,76% (US$ 0,58), para US$ 76,56 o barril, enquanto o do Brent para março avançou 0,69% (US$ 0,54), a US$ 79,21 o barril, na Intercontinental Exchange (ICE).

De acordo com John Kilduff, sócio da Again Capital LLC em Nova York, os dados de estoques do petróleo – que caíram além do previsto por analistas ouvidos pelo The Wall Street Journal – são positivos. “Continuamos a aumentar a produção doméstica, o que é bom”, afirmou Kilduff.

O Fed de Dallas informou que sua pesquisa trimestral com executivos de petróleo e gás conclui que eles esperam, em média, que o petróleo bruto WTI seja negociado a cerca de US $ 75 o barril no final de 2022, o que é quase o que vale um barril no mercado atual. A pesquisa também descobriu que a atividade de petróleo e gás continuou a se expandir no período de outubro a dezembro, embora os consultados digam que a inflação é uma preocupação constante.

De acordo com a Reuters, os investidores aguardam uma reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (OPEP +) em 4 de janeiro, quando a aliança decidirá se continuará com um aumento de produção planejado de 400 mil barris por dia em fevereiro. Em sua última reunião, a Opep+ manteve seus planos de aumentar a produção em janeiro, apesar da disseminação da Ômicron.

* Com informações da Dow Jones Newswires