Ações

Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

9 Minutos de leitura
sao paulo 4732590 640 Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

giphy Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Para investir em renda variável é importante que se conheça os setores das empresas listadas na bolsa de valores. Cada setor tem um protagonismo econômico, a partir das empresas listadas na B3. Essa é uma forma de organizar e classificar as companhias, além de facilitar as negociações e a análise de ações. É uma condição, também, e para que elas possam se enquadrar nos critérios da B3.

Ao aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto, é possível comparar empresas do mesmo setor para embasar decisões de investimento, por exemplo. Com isso, há mais chances de compreender as vantagens competitivas de cada organização para identificar as mais adequadas ao investir.

Neste artigo, você conhecerá os setores das empresas listadas na bolsa e entenderá as diferenças entre eles. Continue lendo e saiba mais!

Sumário

O que são os setores de empresas listadas na bolsa?
Por que conhecer esses setores?
Quais são os setores de empresas listadas na bolsa?

Bens industriais
Comunicações
Consumo cíclico
Consumo não cíclico
Financeiro
Materiais básicos
Petróleo, gás e biocombustíveis
Saúde
Tecnologia da informação
Utilidade pública
Outros

Como escolher um setor para investir?
O que analisar ao escolher um setor?

indoors 3341001 1280 Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

O que são os setores de empresas listadas na bolsa?

A bolsa de valores brasileira (B3), possui classificações que permitem dividir as empresas de acordo com diversas características. As principais são os tipos e os usos dos produtos ou serviços que elas oferecem.

Um dos objetivos dessa divisão é permitir que os investidores tenham uma visão ampla sobre as empresas que tendem a responder de forma semelhante às condições da economia. Assim, é possível comparar organizações que, embora tenham atividades diferentes, atuam em estágios similares da cadeia produtiva.

Outro propósito da classificação setorial é acompanhar critérios utilizados pelo mercado financeiro, tanto em nível nacional quanto internacional. Para definir a divisão, a B3 analisou os produtos e serviços que mais contribuem para a receita das empresas listadas.

Se um setor teve participação maior ou igual a dois terços da formação da receita da companhia, ela é classificada nesse segmento. Caso contrário, a empresa é definida como holding diversificada. Além disso, a bolsa faz revisões periódicas sobre a estrutura setorial e a classificação das empresas.

Se houver alterações nos critérios de produtos ou serviços majoritários na formação de receitas, a B3 avalia se as mudanças se mantêm ao longo do tempo. Caso a tendência seja constatada, a reclassificação setorial da companhia é realizada.

Leia também | O mapa dos IPOs 2021

Por que conhecer esses setores?

Para entender a importância da classificação setorial, imagine que você deseja investir em uma empresa que produz bebidas. Para isso, você pode acessar o site da B3 e buscar pelas companhias do setor de consumo não cíclico. Esse segmento reúne os subsetores de:

. Alimentos processados – BRF (BRFS3), JBS(JBSS3), Marfrig(MRFG3), Minerva(BEEF3)…;
. Agropecuária – Agrogalaxy (AGXY3), Boa Safra Sementes (SOJA3), Brasilagro (AGRO3)…;
. Bebidas – Ambev (ABEV3);
. Produtos de uso pessoal e de limpeza – Bombril (BOBR3), Natura (NTCO3);
. Comércio e distribuição – Atacadão (CRFB3), Grupo Mateus (GMAT3), Sendas Distribuidora (ASAI3)…

Dessa maneira, você terá a oportunidade de comparar o desempenho, as receitas e os fundamentos de cada uma delas. Além disso, esse conhecimento é importante para descorrelacionar seu portfolio de forma correta. Outro ponto é o contato que você terá entre empresas small, mid e large caps.

Afinal, se você tem diversos negócios do mesmo setor do portfólio, a tendência é que eles tenham uma performance semelhante em caso de problemas ou crises. Por outro lado, segmentos diferentes tendem a responder de formas diversas aos ciclos do mercado e às atividades econômicas.

company 3175300 1280 Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Quais são os setores de empresas listadas na bolsa?

Depois de saber mais sobre o assunto, é importante conhecer os setores das empresas listadas na bolsa de valores. Você pode conferir a relação de companhias por segmento na listagem oferecida pelo site da B3.

Confira quais são os setores disponíveis para investir:

Bens industriais

giphy Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Esse setor é um dos maiores e mais diversificados da bolsa de valores. Ele reúne empresas brasileiras de grande porte e com alto volume de negociação na B3. Tais companhias atuam desde o segmento de transporte ferroviário até equipamentos de uso industrial.

Seus subsetores são:

  • construção e engenharia;
  • material de transporte
  • máquinas e equipamentos;
  • transporte;
  • serviços diversos;
  • comércio.

Bens industriais 1 Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Bens industriais 2 Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Bens industriais 3 Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Bens industriais 4 Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Comunicações

giphy Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

O setor de comunicações inclui empresas voltadas à telecomunicação no Brasil. Além dos serviços tradicionais, ele engloba companhias de mídia e entretenimento que produzem o próprio conteúdo e facilitam a comunicação.

Os subsetores são:

  • mídia;
  • telecomunicações e telefonia fixa.

comunicacao Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Consumo cíclico

giphy Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

De modo geral, empresas desse setor precisam de um ciclo econômico para ter bons resultados. Em momentos de alta na economia, por exemplo, as pessoas costumam comprar mais produtos, viajar mais e aumentar o consumo no dia a dia.

Por outro lado, em momentos de crise, esse setor é mais afetado, pois as pessoas tendem a economizar e evitar gastos supérfluos. Em relação aos subsetores, temos:

  • construção civil;
  • tecidos, vestuário e calçados;
  • utilidades domésticas;
  • automóveis e motocicletas;
  • hotéis e restaurantes;
  • viagens e lazer;
  • diversos;
  • comércio.

consumo ciclico 1 Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

consumo ciclico 2 Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

consumo ciclico 3 Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

consumo ciclico 4 Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Consumo não cíclico

giphy Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Já o setor de consumo não cíclico não é tão afetado pelos ciclos da economia. Muitos dos produtos e serviços oferecidos pelo segmento são considerados essenciais, como saúde, alimentação e itens de higiene pessoal.

Na bolsa de valores, esse setor é subdividido em:

  • agropecuária;
  • alimentos processados;
  • bebidas;
  • comércio e distribuição;
  • produtos de uso pessoal e de limpeza.

consumo nao ciclico Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Financeiro

giphy Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

O setor financeiro é um dos maiores e mais importantes da bolsa de valores. Por exemplo, as ações desse segmento têm alto volume de negociação e contribuem bastante para a formação do índice Ibovespa.

Por isso, nesse setor você encontrará os maiores e mais influentes bancos, seguradoras e corretoras. É possível, até mesmo, comprar ações da própria B3. Devido à consolidação do mercado de atuação, as empresas desse segmento costumam apresentar bons resultados.

O lucro dos grandes bancos, por exemplo, pode chegar à casa dos bilhões de reais. Na bolsa, o setor financeiro é subdividido em:

  • intermediários financeiros
  • securitizadoras de recebíveis;
  • serviços financeiros diversos;
  • previdência e seguros;
  • exploração de imóveis;
  • holdings diversificadas;
  • outros títulos.

financeiro1 Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

financeiro2 Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

financeiro3 Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

financeiro4 Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Materiais básicos

giphy Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

O setor classificado como materiais básicos possui empresas que fornecem matéria-prima para diversas áreas da economia. Ele conta com companhias grandes e influentes no mercado, a exemplo da Vale, e que estão diretamente relacionadas com o dólar.

Isso porque muitas empresas desse setor produzem ou comercializam itens como minério, embalagens e produtos químicos. Por consequência, uma parte relevante de suas receitas são provenientes de exportações.

Seus subsetores são:

  • mineração;
  • siderurgia e metalurgia;
  • químicos;
  • madeira e papel;
  • embalagens;
  • materiais diversos.

Materiais basicos Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Petróleo, gás e biocombustíveis

giphy Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Outro setor muito importante para a bolsa de valores e que desperta o interesse de diversos investidores é o de petróleo, gás e biocombustíveis. Ele inclui empresas grandes e importantes, como a Petrobras.

Nesse caso, vale destacar que não há subsetores. Além disso, o segmento tem uma contribuição notável para o Ibovespa.

petr gas bio Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Saúde

giphy Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

O setor de saúde é outro segmento essencial e que apresentou um importante crescimento na bolsa nos últimos anos. Diversas companhias, como drogarias e planos de saúde, começaram a oferecer suas ações no mercado acionário.

Além de aumentar as possibilidades para quem investe, isso se reflete em toda a sociedade. Afinal, muitos recursos captados nas ofertas públicas iniciais são utilizados para melhorar serviços e ampliar atendimentos.

Os subsetores são:

  • medicamentos e outros produtos;
  • serviços médicos, hospitalares, de análises e diagnósticos;
  • equipamentos;
  • comércio e distribuição.

saude Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Tecnologia da informação

giphy Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Quando comparado a outros setores, é considerado um segmento pequeno, mas que possui empresas importantes. Elas atuam na produção de equipamentos eletrônicos, na hospedagem de sites ou no desenvolvimento de softwares, por exemplo.

A área está em pleno desenvolvimento, tanto no Brasil quanto no mundo. Com o desenvolvimento tecnológico, há cada vez mais novidades, além de demanda pelas soluções oferecidas pelas companhias.

Assim, os negócios do setor têm se destacado e ganhado valor. As empresas do segmento são subdivididas em:

  • computadores e equipamentos;
  • programas e serviços.

tec da info Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Utilidade pública

giphy Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Esse setor segue a mesma importância de outros, como o da saúde. Empresas que atuam na geração e distribuição de energia e no segmento de saneamento básico utilizam a bolsa para captar recursos e investir em projetos de melhoria.

Vale destacar que o setor de utilidade pública conta com muitas companhias estatais. Elas são divididas em:

  • água e saneamento;
  • energia elétrica;
  • gás.

utilidade publica1 Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

utilidade publica2 Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Outros

Por fim, há o setor em que são listadas as companhias que não se encaixam nos outros segmentos. De forma geral, são empresas holdings, ou seja, que têm participação majoritária em outras organizações. Esse tipo de negócio possui a maior parte das ações de uma ou mais companhias.

outros Conheça todos os setores de empresas listadas na B3

Como escolher um setor para investir?

Para saber como escolher os setores para investir, é importante considerar o seu perfil de investidor e seus objetivos. Quem tem foco no longo prazo e na análise fundamentalista pode se beneficiar de escolher setores que considera adequados e, dentro deles, decidir pelas melhores empresas.

Vale saber que certos setores da economia são, até mesmo, considerados perenes. As companhias de geração e transmissão de energia elétrica, por exemplo, costumam ser classificadas entre as mais previsíveis e seguras da bolsa.

Isso porque, em geral, os contratos duram décadas e, independentemente do cenário da economia, é difícil imaginar um contexto em que não seja necessário consumir eletricidade.

Já o setor de consumo não cíclico, por exemplo, pode sofrer mais em momentos de crise econômica e de alta taxa de desemprego. Nesses casos, o consumo cai e itens supérfluos tendem a ser eliminados do orçamento, afetando o desempenho das companhias.

Também é importante pensar nos setores no momento de montar uma carteira diversificada. Ao escolher ativos de setores com baixa correlação entre si, é possível diminuir os riscos e proteger os investimentos.

Nesse caso, você pode considerar investir em ações de setores variados e alinhar essa estratégia a alternativas mais seguras na renda fixa, por exemplo. Na prática, o ideal é se planejar de acordo com o seu nível de tolerância aos riscos e necessidades para fazer escolhas mais acertadas.

Leia também | Como investir em empresas de qualidade na bolsa de valores?

O que analisar ao escolher um setor?

Se você tem interesse em investir nas companhias listadas na bolsa de valores, é interessante saber como escolher os setores. A seguir, confira os principais pontos que devem ser analisados para definir segmentos e, posteriormente, as ações nas quais deseja investir:

Estabilidade

Cada setor exerce determinada influência na economia. Aqueles com maior significância tendem a ser mais valorizados. Se o seu objetivo é lucrar com as empresas no longo prazo, pode ser ainda mais importante buscar companhias e setores perenes.

Afinal, os seus papéis precisam se valorizar ao longo do tempo. Setores como financeiro e saúde tendem a crescer e oferecer bons potenciais de retorno no longo prazo. O motivo para isso é que eles são formados por empresas que a sociedade precisa com mais frequência.

Legislação

Outro ponto que você pode analisar é se as leis e regulações das empresas e do setor que você pretende investir mudam muito. Se as alterações forem constantes, é comum haver maior incerteza em relação às companhias.

Nesse caso, a volatilidade no preço das ações também tende a ser maior. Em geral, os investidores buscam previsibilidade, e as mudanças na legislação podem comprometer os resultados dos ativos na bolsa de valores.

Logo, isso reflete no interesse e no preço dos papéis. Investidores com perfil arrojado e que possuem maior tolerância ao risco podem aceitar melhor essas mudanças. No entanto, os iniciantes podem preferir investir em segmentos mais consolidados.

Conhecimento do setor

Se você não tem familiaridade com as empresas e setores, provavelmente terá dificuldades para acompanhar o comportamento do mercado, por exemplo. Pesquisar organizações e entender seus resultados também pode ser mais difícil.

Por isso, é importante conhecer as atividades, serviços ou produtos oferecidos pelo setor. Muitos investidores optam, então, por comprar ações de empresas quando possuem mais conhecimento ou facilidade de entender o segmento.

Resiliência

Toda empresa pode passar por momentos de desvalorização e perdas. Contudo, é importante que o negócio tenha capacidade de superar esses cenários. Setores resilientes tendem a se recuperar com maior rapidez de uma situação negativa.

Histórico

Determinados setores da bolsa de valores têm histórico de maiores perdas, volatilidade e desvalorização. É comum que alguns sofram mais com as crises econômicas, por exemplo. Por esse motivo, é importante analisar esse ponto antes de investir.

Cabe ressaltar que empresas com bom histórico ou perspectivas positivas não estão blindadas aos riscos, às crises e à volatilidade. Porém, analisar os acontecimentos passados é importante para entender como elas tendem a reagir diante de situações adversas.

Margens

Além do histórico, analise as margens do setor. As principais são as margens de lucros e as operacionais. O primeiro caso relaciona as receitas da empresa com o remanescente após excluir os custos e as despesas com suas atividades.

Já a margem operacional é usada para mensurar as receitas oriundas da atividade principal de um negócio. Aqui, é importante que os indicadores não sejam analisados de forma isolada, mas sim em conjunto para trazer uma visão mais ampla.

Agora você conhece os setores das empresas listadas na bolsa e pode tomar decisões de investimento mais acertadas. Aproveite esse conhecimento para montar uma carteira diversificada e com mais chances de trazer resultados mais consistentes!

Gostou do conteúdo? Acesse, abaixo, o nosso podcast Valor de Mercado:

Leia também:

. 8 empresas de destaque da bolsa brasileira nos setores de commodities e agronegócio;

. Praticar tênis é uma aula de investimento;

. O que move o preço do dólar?

 

 

 

104 posts

Sobre o autor
Thiago Goulart é o Editor da Vai Investir e do podcast Valor de Mercado. Adora praticar tênis, ler, escutar música e estar na presença de amigos e família. Graduado em Letras pela UFES e em Jornalismo pela PUC-SP, está se tornando também especialista em finanças com o MBA no tema pela PUC- RS. Com uma longa carreira em sala de aula, desenvolveu a habilidade e sensibilidade para conectar pessoas a conhecimentos. Hoje, aplica essa experiência de maneira mais específica para o mercado financeiro, por quase 3 anos sendo o principal responsável pelo desenvolvimento e curadoria de conteúdo para a Valor Investimentos e Vai Investir.
Artigos
Posts relacionados
Ações

Commodities e agronegócio: 8 empresas de destaque da bolsa brasileira

8 Minutos de leitura
Ações

Setor de tecnologia: um mercado em expansão no Brasil

10 Minutos de leitura
Ações

Entenda as ações small, mid e large caps

8 Minutos de leitura