Internacional

Impacto do governo americano em seus investimentos?

4 Minutos de leitura

Com as recentes eleições americanas, ocorridas no final de 2020, os investidores estão se perguntando como o governo americano e expansionista de Joe Biden – iniciado em janeiro de 2021 – impactará os investimentos. Em tempos de transição econômica e mudanças na ideologia dos presidentes, é comum levantar essas questões.

É certo que a política e a economia norte-americana influenciam o mundo todo. Por ser uma nação com um alcance tão abrangente, as repercussões da troca de Governo são sentidas por todos os países, de maneiras diferentes. Assim, entender as variáveis é fundamental.

Neste conteúdo você entenderá por que a economia norte-americana e o novo momento expansionista dos EUA impactam o Brasil. Além disso, conhecerá os setores mais afetados e como tomar decisões de investimentos nesse cenário.

Continue a leitura e saiba mais!

Por que as eleições americanas impactam o Brasil?

Economicamente falando, os Estados Unidos são a maior potência mundial. Dessa maneira, as oscilações do seu mercado, variação da moeda e outras questões afetam todo o globo. Afinal, as negociações atualmente são feitas de forma global.

Os Bancos Centrais negociam entre si, e diariamente também são feitos acordos de exportação, importação e outras operações entre empresas e pessoas físicas. Assim, todos os fatores que influenciam a economia norte-americana também afetam o Brasil.

O impacto mais observado se dá em relação à cotação do Dólar frente ao Real. Quando o mercado dos Estados Unidos está aquecido e otimista, a moeda do país costuma valorizar. Por outro lado, resultados negativos em relação a políticas internas derrubam a cotação.

O Dólar é muito influente no Brasil. Aqui, o câmbio é uma forma de investimento, proteção e especulação, além de ser um termômetro para a economia. Além disso, muitos produtos são importados dos Estados Unidos e a moeda do país influencia nesses preços.

É preciso pensar, ainda, na política. As relações entre Governos também influenciam nos cenários dos países. Nesse sentido, sabe-se que o Governo brasileiro era alinhado ideologicamente ao antigo chefe de estado dos EUA, Donald Trump.

Assim, na fase de transição, a relação entre o executivo brasileiro e o novo líder norte-americano pode apresentar desafios. Em especial, porque Joe Biden foi eleito como um contraponto a Donald Trump, mudando a visão em relação a diversos fatores importantes.

Desse modo, questões como Direitos Humanos, meio ambiente, desarmamento, entre outras podem estar em voga. Mas, será que essas diferenças de pensamento podem afetar a relação entre os dois países e influenciar o mercado?

Quais assuntos são mais afetados pelo Governo Biden?

Entre as áreas mais centrais para o Governo Biden em relação ao Brasil está o meio ambiente. O atual presidente norte-americano já falou sobre o tema em entrevistas. Na sua fala à Americas Quarterly, Biden afirmou que é preciso unir o mundo para proteger a Amazônia.

Ademais, ele disse que os Estados Unidos retomarão os compromissos em relação ao Acordo de Paris. O acordo foi assinado em 2015 para diminuir a crise climática e o aquecimento global. No entanto, o presidente Donald Trump saiu do pacto no seu mandato.

Contudo, existem inúmeros movimentos – externos ao Brasil – que podem afetar o mercado brasileiro. Segundo a analista de Macroeconomia da corretora XP Investimentos, Rachel de Sá, eventuais implementações de pacotes de estímulos fiscais para combater os efeitos da pandemia do novo Coronavírus nos EUA, por exemplo, podem enfraquecer o dólar globalmente.

No que tange às questões comerciais, a projeção é de mais estabilidade e previsibilidade mundial no Governo Joe Biden. Em especial, em relação à China – com um possível fortalecimento das relações entre as duas potências.

Para o Brasil, no entanto, a analista da XP acredita que as relações comerciais e diplomáticas com os Estados Unidos dificilmente serão alteradas estruturalmente.

Como tomar minhas decisões de investimentos com esse cenário?

Agora você já sabe, de forma geral, como o Governo Joe Biden impacta o Brasil. Mas como utilizar essas informações para tomar decisões de investimentos?

É certo que existem impactos na economia mundial e as possíveis reverberações nos investimentos brasileiros. Mas, apesar disso, o investidor precisa lembrar que deve tomar suas decisões de acordo com o seu perfil e objetivos.

Assim, é fundamental ter um bom planejamento ao decidir seus investimentos. Logo, você deve manter seus planos com a mudança de Governo. Lembre-se que o cenário econômico mundial está em constante mudança e é afetado por diversas situações.

Crises financeiras, desastres naturais, questões políticas e outros pontos podem ter reflexos nos ativos. Por isso, pautar suas decisões em questões pessoais, focando no perfil e objetivos, é uma forma de ter mais segurança, independentemente do cenário.

Assim, a composição da sua carteira de investimentos deve ser sempre pautada nos seus interesses e perfil de risco. Essas características não mudarão de acordo com cenários macroeconômicos mundiais, mas sim com reflexões pessoais e suas metas ao longo do tempo.

Como investir melhor com uma assessoria de investimentos?

Independentemente do cenário político interno ou externo, você já pensou em contar com uma assessoria de investimentos para ajudar nas suas escolhas? Ela serve para auxiliar os investidores a respeito do funcionamento dos investimentos. Assim, o profissional responsável pode informar sobre riscos, prazos e liquidez, por exemplo.

Ele não toma as decisões por você ou faz sugestões, mas é de grande ajuda para quem precisa de informações confiáveis sobre os produtos e o mercado. Os dados também podem considerar o cenário econômico e político de outros países.

Então, o assessor pode ser útil para que você entenda melhor quais são os ativos que se adéquam ao seu perfil e metas financeiras. Logo, a composição da carteira fica mais equilibrada e pautada nos fatores pessoais, buscando maior segurança – não importa o cenário, interno ou externo.

Conseguiu entender melhor como o Governo Biden pode influenciar os investimentos? Lembre-se de se ater às suas características pessoais para manter uma estratégia e não mudar os planos diante de mudanças externas.

Ficou interessado em contar com uma assessoria de investimentos? Então entre em contato com a nossa parceira Valor Investimentos!

66 posts

Sobre o autor
Thiago Goulart é o Editor da Vai Investir e do podcast Valor de Mercado. Adora praticar tênis, ler, escutar música e estar na presença de amigos e família. Graduado em Letras pela UFES e em Jornalismo pela PUC-SP, está se tornando também especialista em finanças com o MBA no tema pela PUC- RS. Com uma longa carreira em sala de aula, desenvolveu a habilidade e sensibilidade para conectar pessoas a conhecimentos. Hoje, aplica essa experiência de maneira mais específica para o mercado financeiro, por quase 3 anos sendo o principal responsável pelo desenvolvimento e curadoria de conteúdo para a Valor Investimentos e Vai Investir.
Artigos
Posts relacionados
AçõesInternacional

Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq

7 Minutos de leitura
Muitos investidores buscam internacionalizar a sua carteira de investimentos. Essa atitude expõe o capital a outros mercados e diversifica o portfólio. A…
ColunaInternacional

Política monetária norte-americana FED: quais os impactos aos investidores brasileiros?

4 Minutos de leitura
Quem investe precisa se atentar a diversos fatores econômicos para basear suas decisões de modo mais informado. Isso porque existem inúmeras alterações…
InternacionalAçõesBDR - Brazilian Depositary Receipt

4 Motivos para investir em Ações internacionais

4 Minutos de leitura
Investir em Ações internacionais ganha cada vez mais popularidade no país. E não é à toa! Essa alternativa traz diversas oportunidades para…

Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email: