Onde Investir 2021

Quais os melhores investimentos para 2021? Descubra agora!

5 Minutos de leitura

Todo ano, as pessoas buscam informações sobre os melhores investimentos. Geralmente, a procura é por aqueles que vão dar a melhor rentabilidade. No entanto, não é apenas esse fator que você deve analisar quando se trata de investir o seu dinheiro. Os melhores investimentos para 2021 são relativos; depende do seu perfil e objetivos. 

Existem diversos critérios pessoais que precisam ser considerados no momento de escolher um investimento. É por esse motivo que não existe uma aplicação perfeita para todos, pois as alternativas mais adequadas para você podem ser bem diferentes para outras pessoas.

Pensando nisso, este artigo visa ajudar os investidores a escolherem as melhores opções de investimentos para 2021 de acordo com as suas expectativas e necessidades. Confira!

Conheça o tripé dos investimentos

Uma boa técnica para avaliar um investimento é observar o tripé: liquidez, risco e rentabilidade. Percebe como os rendimentos são apenas uma das características importantes? Os três fatores estão intimamente relacionados e têm influência direta nos resultados da sua carteira.

A liquidez está relaciona com a facilidade e rapidez com a qual você pode transformar o investimento em dinheiro pronto para uso. Algumas opções têm liquidez alta, podendo até mesmo ser diária, enquanto outras só permitem resgate no dia do vencimento.

A rentabilidade diz respeito aos resultados financeiros que você terá com o investimento. Já o risco é uma característica que pode fazer com que o investidor perca dinheiro e deve ser muito bem avaliada. Especialmente porque, de modo geral, o risco está associado ao potencial de ganhos.

É comum que investidores menos experientes tomem decisões por impulso. Eles esperam ter rendimentos interessantes, mas deixam de avaliar os riscos e a liquidez do investimento. Isso pode resultar em prejuízos financeiros.

Afinal, existe uma relação inversa entre segurança e rentabilidade. Normalmente, as alternativas de maior risco trazem oportunidades de retornos maiores. Contudo, não há garantiras. Ou seja, é possível ter lucros menores ou mesmo perder parte do dinheiro aportado.

Avalie o tripé junto com o seu perfil e objetivo

Como você viu, não basta avaliar apenas a rentabilidade no momento de investir. Além da segurança e liquidez, o seu perfil de investidor e os seus objetivos também devem ser analisados. Assim, a busca pelo melhor investimento passa pelo autoconhecimento.

O seu perfil de investidor evidencia sua tolerância ao risco e ajuda a guiar suas escolhas na renda fixa e na renda variável. Ele pode ser conservador, moderado ou arrojado — eles apresentam nível crescente de abertura aos riscos e apetite por rentabilidade.

Com relação aos objetivos, é preciso lembrar que o mercado financeiro é muito dinâmico. Portanto, existem possibilidades para todos os seus planos, sejam eles de curto, médio ou longo prazo. É importante identificar as metas e buscar alternativas que combinem elas.

Tenha especial atenção ao prazo e à liquidez dos investimentos para verificar se é condizente com seu objetivo. Você não iria querer colocar um dinheiro necessário para daqui um ano em um ativo que só pode ser resgatado no longo prazo, não é?

Os melhores investimentos para 2021

Até aqui você provavelmente já percebeu que não há melhores investimentos para todas as pessoas. A escolha precisa ser personalizada. Por isso, vale a pena conhecer algumas alternativas tanto de renda fixa quanto de renda variável que servem a diferentes perfis e prazos.

Veja a seguir!

Tesouro Selic

O Tesouro Selic é um título público emitido pelo Governo Federal. Ele é considerado o investimento mais seguro do país. Ao fazer essa aplicação, você receberá em troca uma rentabilidade que se refere a 100% da taxa básica de juros (taxa Selic).

Outra característica do investimento é a liquidez diária. Ou seja, é fácil ter o dinheiro de volta quando precisar dele. Em relação à tributação, ela segue a tabela regressiva do Imposto de Renda, com alíquota mínima de 15% após 720 dias de aplicação.

Devido às suas particularidades, o Tesouro Selic é muito buscado pelos investidores para reserva de emergência. Ela representa uma quantia que deve ser usada apenas em caso de imprevistos e situações adversas.

LCI e LCA

A Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) são investimentos lastreados em financiamentos dos setores imobiliários e de agronegócio. Eles funcionam como um empréstimo para uma instituição financeira.

Os títulos são isentos de Imposto de Renda, de forma que a rentabilidade é líquida e não é necessário descontar nada dela. Mas, apesar dessa vantagem, eles podem ter algumas limitações — como liquidez baixa e valor de investimento mais alto.

Outra característica importante é que tanto a LCA quanto a LCI possuem a segurança do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Isso garante uma cobertura de até R$ 250 mil por CPF ou CNPJ por instituição financeira, no teto global de R$ 1 milhão renovável a cada 4 anos. Para saber mais sobre LCI e LCA, clique aqui

Debêntures

Outra opção de renda fixa são as Debêntures. Elas podem servir a quem busca alternativas mais rentáveis, mas envolvem maior risco. São títulos de dívidas emitidos por empresas para captar recursos e não contam com a proteção do FGC.

Normalmente, o prazo de vencimento das debêntures é de médio a longo. A liquidez do investimento varia de acordo com cada escritura de emissão, porém, em geral, é baixa.

Existem diferentes tipos de debêntures no mercado. As incentivadas, por exemplo, recebem benefício fiscal e não são taxadas com o Imposto de Renda sobre os rendimentos.

Ações

Ações são, certamente, os investimentos de renda variável mais conhecidos dos investidores. Elas se tornaram alternativas ainda mais atrativas após a queda na taxa Selic — que deve continuar baixa ao longo de 2021.

Elas são parte do capital social de uma empresa. Ao adquirir os papéis, você se torna sócio do empreendimento e passa a participar dos possíveis lucros — e prejuízos — da organização. Por conta da volatilidade e do risco no mercado, elas são investimentos mais adequados para o longo prazo.

Fundos Imobiliários

Outra opção que pode ser interessante para você são os Fundos de Investimento Imobiliário (FII). Eles funcionam como um investimento coletivo que reúne os recursos de diversos investidores interessados em investir no mercado de imóveis.

Quem adquire as cotas de um Fundo Imobiliário passa a participar dos lucros conquistados por um gestor profissional — que administra os investimentos. Cada FII possui a própria estratégia, e as informações básicas sobre ele constam no regulamento do fundo.

Agora você sabe como escolher os melhores investimentos para 2021. Não deixe de analisar com calma essas e outras opções. E lembre-se: considere segurança, liquidez, perfil e objetivos para tomar uma decisão mais acertada!

Quer se manter atualizado sobre o mercado financeiro? Então siga os nossos perfis nas redes sociais! Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube!