Análise e Opinião

Análise e Opinião

A importância do Relatório Focus

Por
Luiz Alberto Caser

Toda manhã de segunda-feira, os investidores esperam a publicação do Relatório/Boletim Focus com as expectativas de mercado. Divulgado pontualmente pelo Banco Central (BC) às 8h30, o Focus é um compilado das expectativas das instituições financeiras para os indicadores mais importantes da economia.

As 4 projeções do boletim focus

  1. Crescimento do Produto Interno Bruto (PIB);
  2. A inflação medida pelo IPCA;
  3. A taxa de juros Selic;
  4. E a taxa de câmbio.

Para todas as projeções, o Focus traz dados tanto para o ano corrente quanto para três anos à frente.

O Focus tem uma função muito importante na economia. Serve para pautar as conversas do início da semana e para confirmar ou corrigir muitas das estratégias imaginadas pelos profissionais do mercado para os ativos financeiros.

Para fazer bem seu trabalho, o BC precisa ir além dos dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a Fundação Getulio Vargas (FGV), além das associações de classe da indústria, do comércio e dos serviços.

Para isso, o Banco Central possui sistemas proprietários para medir a temperatura da atividade econômica e, assim, poder calibrar melhor a política monetária. Todos esses sistemas dependem do levantamento de informações e do trabalho de técnicos para analisá-las.

O Focus baliza as expectativas do mercado. Com ele, os agentes de mercado calculam suas estimativas individuais com um grau maior de certeza. Nesses casos, os prognósticos tendem a influenciar a realidade. Ao esperar uma inflação mais alta, os agentes econômicos reajustam seus preços além do que seria necessário, e a projeção se transforma em uma profecia autorrealizável. Mais um elemento de risco em um cenário já coalhado de incertezas no mercado internacional.

Quer acompanhar minhas análises? Veja a página com a relação de todos os artigos já escritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.