Aprenda a InvestirEconomia

IPCA: conheça o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo

3 Minutos de leitura
Índice IPCA

Você já deve ter visto ou ouvido falar dessa sigla em algum lugar, certo? Mas você sabe o que ela significa? O IPCA é o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, que estuda o consumo de bens e serviços das famílias brasileiras e é um dos mais importantes índices de medição da inflação. Falamos aqui no blog sobre INPC e hoje vamos falar sobre IPCA. Confira mais neste texto.

O que é e para que serve o IPCA

Criado em 1979 e administrado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia), é um dos mais importantes índices inflacionários que avalia o impacto da inflação diretamente no consumidor. Utilizando os índices calculados dos últimos 12 meses, o alvo deste estudo são famílias que têm renda mensal entre 1 e 40 salários mínimos, abrangendo 90% da população brasileira nos grandes centros urbanos.

Então, ele serve para calcular a variação dos preços em vários setores do comércio, preços e valores de serviços prestados ao consumidor. Tendo tamanha importância, ele não é o único. Conheça os principais índices de inflação.

Como o IPCA é calculado?

A cada mês há um novo cálculo, levando em consideração os dados coletados entre os dias 1º e 30º do mês nas seguintes regiões urbanas: Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Vitória,  Porto Alegre e Brasília e também Campo Grande e no Distrito Federal. São avaliados os seguintes pontos: alimentação e bebidas, artigos de residência, transportes, comunicações, gastos pessoais, habitação, saúde, vestuário e educação. Tendo como peso maior na avaliação a alimentação, saúde, habitação e educação. 

O peso de cada item é avaliado pela Pesquisa de Orçamentos Familiares – POF, que obtém os números sobre os hábitos de consumo das famílias.

Confira o IPCA acumulado nos últimos 12 meses até junho de 2021

Agora confira o acumulado nas metropolitanas avaliadas: 

Local IPCA JUN/21
Aracaju (SE) 0,46%
Belém (PA) 0,24%
Belo Horizonte (MG) 0,42%
Brasília (DF) 0,17%
Campo Grande (MS) 0,66%
Curitiba (PR) 0,61%
Fortaleza (CE) 0,59%
Goiânia (GO) 0,54%
Grande Vitória (ES) 0,59%
Porto Alegre (RS) 0,79%
Recife (PE) 0,92%
Rio Branco (AC) 0,78%
Rio de Janeiro (RJ) 0,24%
Salvador (BA) 0,86%
Salvador (BA) 0,30%
São Paulo (SP) 0,53%

Fonte: IBGE

O Brasil fechou o mês de junho com o índice de IPCA em 0,53% e o acumulado nos últimos 12 meses foi de 8,35% até o mês passado

O IPCA acumulado é o resultado da soma dos índices mensais em um determinado período. Assim, é possível definir o aumento ou a baixa na inflação, onde os economistas estudam os motivos para tal situação e faz com o que o Banco Central junto ao Governo, realize as medidas cabíveis nas políticas públicas para adequar às metas estipuladas. 

Se você quiser, pode fazer o cálculo diretamente na Calculadora do Cidadão, do Banco Central do Brasil.

Relação do IPCA com investimentos

Não é novidade que a inflação ou deflação tenha um impacto direto na economia, aumentando ou diminuindo o preço dos produtos e serviços consumidos pela sociedade brasileira. Isso não muda com os investimentos, onde pode atingir a sua rentabilidade.

Quando for investir o seu dinheiro, vale a pena consultar e calcular todas as taxas, para ter uma noção melhor dos rendimentos líquidos. E, para não haver prejuízos, é importante adicionar a inflação nessa conta, para chegar na rentabilidade real. Por exemplo, na Poupança, dependendo da época, não há rentabilidade por causa da inflação e o seu dinheiro pode ficar inferior ao índice de IPCA.

Existem outros investimentos melhores que a poupança, como Tesouro Direto que tem títulos atrelados diretamente com o índice de IPCA: o Tesouro IPCA+. Neste caso, as taxas são calculadas com base na inflação no dia da compra dos títulos. Há também uma taxa pré-definida chamada contratação, onde ao resgatar o dinheiro, ele vai estar seguro da inflação e com uma rentabilidade maior. É um ótimo investimento para quem pensa a longo prazo. 

Para os investidores mais conservadores, existe o Fundo de Investimentos que geralmente contém um menor número de riscos. São formados através da união de investidores que se reúnem para investir em prol de um objetivo ou resultado, trabalhando de maneira igualitária com as despesas e rendimentos.

Conclusão

Agora que você já sabe o que é IPCA e como ele pode afetar o mercado financeiro, que tal começar a investir? A Valor Investimentos conta com os melhores profissionais que vão identificar o seu perfil investidor e propor os melhores investimentos para você, além de te guiar em todas as dúvidas que possam surgir. Não perca tempo e vai investir!

105 posts

Sobre o autor
Thiago Goulart é o Editor da Vai Investir e do podcast Valor de Mercado. Adora praticar tênis, ler, escutar música e estar na presença de amigos e família. Graduado em Letras pela UFES e em Jornalismo pela PUC-SP, está se tornando também especialista em finanças com o MBA no tema pela PUC- RS. Com uma longa carreira em sala de aula, desenvolveu a habilidade e sensibilidade para conectar pessoas a conhecimentos. Hoje, aplica essa experiência de maneira mais específica para o mercado financeiro, por quase 3 anos sendo o principal responsável pelo desenvolvimento e curadoria de conteúdo para a Valor Investimentos e Vai Investir.
Artigos
Posts relacionados
EconomiaNotícias

Melhor forma de BC lidar com crescimento é atacar inflação, diz Campos Neto

1 Minutos de leitura
EconomiaNotícias

Para 63% dos CEOs brasileiros da indústria de consumo, economia vai acelerar

1 Minutos de leitura
EconomiaNotícias

Polarização de eleição já afeta um pouco volatilidade de câmbio, diz Campos Neto

1 Minutos de leitura