Renda Fixa

Qual a relação entre Selic e CDI?

2 Minutos de leitura

Você já ouviu falar em taxa Selic e CDI? Eles são termos muito comuns no mercado financeiro, mexendo com inúmeras aplicações e rendimentos. Além disso, são utilizados como indicadores para os investimentos vários investimentos, principalmente os de renda fixa. Compreender a relação entre Selic e CDI é básico para iniciar sua jornada como investidor, seja de perfil conservador, moderado ou arrojado.

Vamos lá! O Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) é mais conhecida como a taxa básica de juros, influenciando bastante o nosso dia a dia. Em geral, a Selic serve mais como um indicador econômico amplo, sendo o principal meio do governo para controlar a inflação ou estimular a economia em momentos de recessão.

Em resumo: a taxa Selic é a taxa de juros que o governo paga para quem empresta dinheiro para ele e para empréstimos entre bancos com garantia de Títulos Públicos.

Diferenças entre Selic e CDI

Apesar de terem uma forte ligação, a Selic é diferente do Certificado de Depósito Bancário (CDI), que é a taxa de juros para empréstimos entre bancos sem garantia de Títulos Públicos. O CDI é mais utilizado para avaliar investimentos, principalmente como referência para a remuneração de títulos em Renda Fixa, a exemplo do CDB, LCI, LCA.

O desempenho de produtos financeiros costuma ter o Certificado de Depósito Interbancário como referência. É possível se deparar com um fundo que remunera 101% do CDI ou um produto de renda fixa que remunera 105% do CDI. É importante se atentar para essas pequenas diferenças, pois são
determinantes para indicar qual investimento é mais vantajoso.

Leia também |  Renda fixa e a Selic: entenda o impacto da taxa de juros nos investimentos

Semelhanças entre Selic e CDI

Em um cenário normal, a taxa Selic e o CDI apresentam índices muito semelhantes. Investidores devem levar as duas taxas em consideração para fazer boas escolhas. O Tesouro Selic, por exemplo, rende aproximadamente 100% do CDI quando as duas taxas estão muito parecidas. O ideal, nesse caso, é buscar algum produto que renda um pouco acima do CDI, sempre com o cuidado de se atentar para a liquidez.

Há momentos na economia em que essa balança pode se desequilibrar um pouco. Quando existe muita demanda por financiamento ou uma política de facilitação do crédito, o CDI supera a taxa Selic.

Gostou deste breve artigo? Elencamos alguns artigos, a fim de detalhar mais temas do mercado financeiro:

. Boletim Focus: confira as projeções do mercado

. O que é CDB? Entenda como funciona

. Entenda as principais diferenças entre CDB e CDI

. Taxa do CDI: o que é, como calcular e como impacta nos investimentos

. Mercado Financeiro: conheça o papel de cada instituição

. Renda fixa e a Selic: entenda o impacto da taxa de juros nos investimentos