Ações

Ações de bancos: conheça as principais empresas do setor bancário na bolsa

7 Minutos de leitura
Acoes de bancos conheca as principais empresas do setor bancario na bolsa Ações de bancos: conheça as principais empresas do setor bancário na bolsa

O setor bancário se posiciona como um dos mais sólidos da economia brasileira. Por isso, as ações de bancos acabam atraindo a atenção de diversos investidores que se interessam pelo segmento e consideram que ele pode trazer bons resultados.

Além disso, com o surgimento e estabilização dos bancos digitais, o campo pode trazer novas alternativas para quem busca investimentos nesse setor. Todavia, é preciso considerar os possíveis riscos antes de iniciar os investimentos na B3, a bolsa de valores brasileira.

Quer saber mais sobre o segmento? Neste artigo você conhecerá as principais ações de bancos na bolsa de valores e descobrirá o que considerar antes de investir.

Continue a leitura!

Nesta artigo, você vai ler:

Por que o setor bancário chama atenção?

Quais as principais empresas desse setor listadas na B3?

Qual o impacto do setor bancário no Ibovespa?

Quais são as vantagens de investir no setor bancário?

E os riscos envolvidos?

O que saber antes de investir em ações de bancos?

vacancia fii Ações de bancos: conheça as principais empresas do setor bancário na bolsa

Por que o setor bancário chama atenção?

Antes de conhecer as ações do setor, é interessante compreender os motivos que fazem os papéis de bancos chamarem atenção, não é mesmo? A partir desse entendimento, você terá mais informações para analisar se essas empresas podem compor sua carteira.

Como vimos, um dos principais atrativos está na robustez do setor. Durante anos, os maiores bancos do país demonstraram resiliência e estabilidade — inclusive durante as crises.

A liquidez também é um aspecto que pode ser positivo. As ações de bancos estão frequentemente entre as mais negociadas nos pregões da bolsa de valores. Assim, os seus acionistas podem encontrar uma maior facilidade para negociar seus ativos, caso precisem resgatar o dinheiro.

Outro ponto de atenção tem relação com os lucros apresentados por muitas organizações. É comum ver as maiores instituições bancárias se posicionando como boas pagadoras de proventos. Essa característica pode ser interessante para aqueles que buscam criar uma fonte de renda passiva.

Ademais, o setor demonstra estar se adaptando rapidamente às inovações tecnológicas. Os bancos digitais e as demais fintechs registram crescimento e, consequentemente, podem aquecer o setor para o futuro. Mas lembre-se de que não é possível prever os resultados na renda variável.

Quais as principais empresas desse setor listadas na B3?

O setor bancário pode ser uma alternativa avaliada tanto por investidores iniciantes quanto pelos mais experientes. Para isso, é importante conhecer as principais empresas desse nicho listadas na bolsa de valores.

Os cinco maiores bancos do país são Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Itaú Unibanco, Bradesco e Santander. E eles controlam mais da metade dos serviços bancários do país — de acordo com o Relatório de Economia Bancária do próprio Banco do Brasil.

A seguir, você saberá um pouco mais sobre essas instituições. Contudo, tenha em mente que não se trata de sugestão de investimentos. Cada investidor deve avaliar as escolhas segundo seus próprios critérios.

Confira!

Banco do Brasil (BBAS3)

Mesmo sendo controlado pelo Governo Federal — que detém 50% de suas ações —, o Banco do Brasil é uma das alternativas para os investidores da bolsa. Ele se destaca pela inserção em quase todos os municípios do país, o que pode expandir seu potencial de faturamento.

O modelo de negócio do banco tem como foco o oferecimento dos mais variados serviços financeiros para os seus clientes. Nesse contexto, é possível incluir abertura de conta, empréstimos, financiamentos e até seguros.

As suas ações estão listadas no Novo Mercado. Ele é destinado às empresas que adotam, voluntariamente, um alto padrão de governança corporativa na bolsa. Entretanto, a influência do poder público costuma ser um ponto de análise dos riscos para o investidor.

Bradesco (BBDC3/BBDC4)

O Bradesco é outra instituição de capital aberto que faz parte da lista de maiores bancos do país. Um de seus aspectos mais relevantes está na capilaridade, estando presente em quase todo o país. O banco se caracteriza por atuar em duas frentes principais: serviços bancários e seguros.

Na bolsa de valores, é possível encontrar ações ordinárias (BBDC3) e preferenciais (BBDC4). Elas estão listadas no Nível I da B3. Isso significa que a empresa adota boas práticas de transparência para com os stakeholders.

Itaú Unibanco (ITUB3/ITUB4)

O Itaú Unibanco tem se apresentado como uma das empresas de maior valor de mercado do país ao longo dos últimos anos — e não apenas no setor bancário. A instituição surgiu em 2008 a partir da fusão entre os bancos Itaú e Unibanco.

Além dos serviços bancários, a organização se destaca por operar como banco de investimentos — inclusive com a administração de fundos. Na bolsa, há ações ordinárias (ITUB3) e preferenciais (ITUB4) do Itaú Unibanco. A empresa também está listada no Nível I da B3.

Santander (SANB3/SANB4/SANB11)

O Santander Brasil fecha a lista dos 4 maiores bancos de capital aberto do país. A instituição atua como subsidiária do banco espanhol de mesmo nome desde os anos 1980.

Ele foca suas atuações na prestação de serviços bancários de comercial e de varejo — para empresas de grande porte. As ações do Santander fazem parte do Novo Mercado da B3. Além de ações ordinárias (SANB3) e preferenciais (SANB11), também há papéis units (SANB11).

Banco Inter (BIDI3/BIDI4/BIDI11)

Como você viu, os bancos digitais têm ganhado um destaque maior no Brasil — tanto na atração de novos clientes quanto no interesse dos investidores. Nesse contexto, uma alternativa que pode valer a pena conhecer é o Banco Inter.

Como característica marcante, ele não possui agências e oferece serviços de forma totalmente digital. As ações do banco Inter estão listadas no Novo Mercado e compõem o Ibovespa. Esse é o principal índice de ações da bolsa brasileira.

Outras alternativas

As ações acima não são as únicas alternativas para investir no setor bancário brasileiro. Também há mais possibilidades — algumas delas são instituições menores e com liquidez ou valor de mercado mais baixo.

Veja só:

  • Banco BTG Pactual (BPAC11);
  • Banco da Amazônia (BAZA3);
  • Banco de Brasília (BSLI3);
  • Banco do Nordeste (BNBR3);
  • Banco BMG (BMGB3);
  • Banrisul (BRSR3);
  • Banco PAN (BPAN4);
  • Banco ABC (ABCB4)

Qual o impacto do setor bancário no Ibovespa?

Como você viu, o Ibovespa é o principal indicador de desempenho da bolsa de valores do Brasil. Isso acontece porque ele reúne as ações mais negociadas no ambiente. E é comum que as empresas do setor bancário façam parte do índice.

Desse modo, mesmo com os rebalanceamentos regulares do índice, diversos bancos continuam compondo sua carteira teórica ao longo do tempo. Logo, podemos entender que o segmento tem importância central não só no Ibovespa, mas em todo o mercado do país.

Quais são as vantagens de investir no setor bancário?

Investir em ações de bancos pode ser uma oportunidade interessante para muitos investidores. Um dos pontos positivos está em conseguir diversificar a carteira de investimentos ao mesmo tempo em que trazem uma maior robustez.

Como vimos, o setor conta com diversas empresas grandes e operações consolidadas. Essas características podem ser benéficas para aqueles que buscam equilibrar os riscos do seu portfólio. Mas tenha em mente que sempre haverá riscos e volatilidade na bolsa.

Outra vantagem é que a diversidade do setor apresenta oportunidades para os mais variados objetivos. Investidores com foco no longo prazo, por exemplo, podem priorizar as empresas que são consideradas boas pagadoras de proventos.

Já para aqueles que buscam a valorização de seus papéis, uma alternativa pode estar nas small caps. Como são de menor capitalização, essas empresas apresentam um potencial de crescimento maior — junto de maiores riscos.

E os riscos envolvidos?

Embora possa apresentar características interessantes, o setor bancário também traz riscos para os investidores. Em primeiro lugar, é importante não se esquecer de que esse é um investimento de renda variável. Portanto, não há garantias de retorno.

Outro ponto de atenção é em relação às mudanças do setor, especialmente com a ascensão dos bancos digitais. O aumento da concorrência pode trazer desafios para as grandes instituições. Logo, é válido considerar as perspectivas do setor para tomar sua decisão.

O que saber antes de investir em ações de bancos?

Como você entendeu, o investimento em ações de bancos brasileiros traz oportunidades e riscos para os investidores. Por isso, é preciso considerar determinados aspectos antes de iniciar os seus aportes.

Veja quais são!

Entender seu perfil de investidor

O primeiro passo é compreender o seu perfil de investidor. Essa temática diz respeito aos riscos que você está disposto a enfrentar em sua estratégia de investimentos. Por serem de renda variável, as ações de banco podem ser mais indicadas para investidores moderados e arrojados.

Traçar objetivos e avaliar o mercado

Após entender sua tolerância a riscos, é momento de alinhar essas ações com os seus objetivos. De modo geral, a bolsa de valores é vista como investimento de longo prazo — para diluição dos riscos e maturação dos resultados.

Desse modo, para dar início às suas avaliações de mercado, veja quais são suas necessidades e metas. Nesse contexto, também é essencial avaliar as características do setor em geral, o potencial de crescimento, entre outros tópicos.

Fazer uma análise fundamentalista

Por fim, a análise fundamentalista cumpre um papel de muita relevância na avaliação de ações. É durante esse momento que o investidor pode se debruçar sobre os números das empresas e estudar o seu potencial.

Nesse contexto, é interessante conhecer os principais dados de cada organização. Por exemplo, o patrimônio líquido, os dividendos pagos, a reputação da empresa perante o mercado, a qualidade da gestão entre outros aspectos.

Mas fique atento para o fato de que resultados passados não são garantia de que o mesmo continuará acontecendo. Apesar das informações funcionarem como um guia, não podem ser usadas como previsões para o futuro. O risco sempre existe.

Como você viu, as ações de bancos são alternativas que podem ser interessantes para diversos investidores. A decisão cabe a cada um. Para isso, não deixe de avaliar com cuidado os potenciais e riscos e compreender se elas devem fazer parte ou não de sua estratégia.

Quer entender mais sobre investimentos? Aproveite para contar com a assessoria da Valor Investimentos, parceira da Vai Investir, nesse processo!

105 posts

Sobre o autor
Thiago Goulart é o Editor da Vai Investir e do podcast Valor de Mercado. Adora praticar tênis, ler, escutar música e estar na presença de amigos e família. Graduado em Letras pela UFES e em Jornalismo pela PUC-SP, está se tornando também especialista em finanças com o MBA no tema pela PUC- RS. Com uma longa carreira em sala de aula, desenvolveu a habilidade e sensibilidade para conectar pessoas a conhecimentos. Hoje, aplica essa experiência de maneira mais específica para o mercado financeiro, por quase 3 anos sendo o principal responsável pelo desenvolvimento e curadoria de conteúdo para a Valor Investimentos e Vai Investir.
Artigos
Posts relacionados
Análise & OpiniãoAções

Games: update sobre o setor!

9 Minutos de leitura
Análise & OpiniãoAções

SEQUOIA (SEQL3): melhor exposição ao e-commerce no Brasil?

19 Minutos de leitura
AçõesCafé com Trade

Análise Fundamentalista - o que é e como ela funciona?

4 Minutos de leitura
×
NotíciasAnálise & Opinião

5 aplicativos para organizar seu dinheiro