BDR - Brazilian Depositary ReceiptEducação Financeira

Investimento internacional: 5 vantagens de ter BDR!

4 Minutos de leitura
investimento internacional BDR

Há muitas marcas internacionais que fazem parte do seu cotidiano ou das quais você deve ter ouvido falar. Nike, Disney, Apple, Coca Cola, Netflix e Uber são algumas delas. Já pensou em adicioná-las também à sua realidade financeira? Isso é viável com o investimento em BDRs.

Essa modalidade populariza e facilita o acesso ao mercado estrangeiro, além de ter outras vantagens. Ao conhecer o que os certificados oferecem, portanto, você pode aproveitá-los rumo aos seus objetivos.

Na sequência, veja como ocorre o investimento internacional via BDR e saiba o que eles têm a agregar na sua carteira, a partir de 5 vantagens que a alternativa oferece!

O que é e como funciona o investimento em BDRs?

Sigla para Brazilian Depositary Receipts ou Certificado de Depósito Brasileiro, em tradução livre, o BDR é um investimento no exterior que é feito na bolsa brasileira. Ele é criado pelas chamadas instituições depositárias, que adquirem os ativos diretamente no mercado internacional.

Então elas emitem os certificados com lastro nos ativos em questão. Assim, esses recibos podem ser negociados pelos investidores na B3. Ao comprá-los, o investidor aproveita os resultados atrelados ao ativo em questão.

Os BDRs são, frequentemente, compostos por Ações internacionais, mas não se limitam a elas. Também há alternativas negociadas referentes a Exchange Traded Funds (ETFs) ou Fundos de Índice e títulos de dívidas (conhecidos como Bonds).

Quais as diferenças entre BDRs e o investimento internacional direto?

Apesar de o BDR ser uma forma de investir no exterior, ele é diferente de fazer a aquisição direta dos ativos no mercado externo. Para investir nos EUA, por exemplo, você precisa ter conta em instituição internacional e fazer negociações em dólares, atendendo a todas as regras do país.

Com o BDR, o investimento é feito pela bolsa de valores brasileira e em reais. Você também recebe os possíveis ganhos na moeda nacional e tem maior facilidade em declarar o Imposto de Renda.

Contudo, investir em BDR não significa que você adquiriu o ativo diretamente. Na verdade, ele é de posse da instituição depositária, mas o investidor tem o direito de participar — ainda que indiretamente — dos resultados atrelados ao produto financeiro.

Quais são as vantagens do investimento em BDR?

Ao explorar as diferenças entre o BDR e o investimento direto na bolsa americana ou em outras bolsas internacionais, já foi possível conhecer alguns de seus benefícios. No entanto, os certificados oferecem muitos outros pontos positivos que você deve considerar.

Veja cinco deles!

1. Investimento em empresas globais

Muitas empresas que hoje ocupam uma posição global surgiram em outros países, como os Estados Unidos. É o caso de diversos gigantes de tecnologia. Quando você investe em BDR, tem a chance de acessar esses empreendimentos e participar de seus resultados.

Assim, embora as empresas não tenham capital aberto aqui, é possível ter resultados atrelados a elas. Ainda que você não se torne efetivamente um acionista, pode receber os dividendos distribuídos, por exemplo. Também poderá lucrar com a valorização dos papéis.

Além disso, o fato de serem empresas globais amplia o seu norte de investimentos em relação aos negócios brasileiros.

2. Aplicação mínima acessível

Quando um investidor decide adquirir Ações americanas, precisa se preocupar com a conversão do câmbio e com os custos associados, como taxas específicas da bolsa americana. Com isso, o investimento inicial pode se tornar maior.

Com o BDR, é possível fazer um aporte menor. Com a exigência reduzida quanto aos valores iniciais, o investimento se torna mais acessível. Logo, oferece mais liberdade para que você defina como compor sua carteira de investimentos.

3. Não exige conta no exterior

Como você viu, o investimento em BDR envolve toda a negociação acontecendo na própria bolsa do Brasil. Você só precisa ter uma conta em uma instituição brasileira, acessar o home broker e adquirir os BDRs do seu interesse.

Como não é necessário ter uma conta no exterior, o processo se torna mais simples. O investidor poderá concentrar todos os outros investimentos brasileiros na mesma instituição. Ademais, não é preciso seguir regras internacionais ou entender outro idioma.

4. Diversificação de investimentos

Com o BDR, é possível expor seu capital a condições diferentes do mercado interno. Como há outros tipos de riscos envolvidos, existe uma diversificação dos investimentos, o que pode tornar a carteira mais segura ou mais rentável.

Se você já investe em Ações no Brasil, por exemplo, as mudanças na taxa de juros ou mesmo uma situação política podem afetar intensamente seus resultados. Com parte dos recursos alocados em ativos do exterior, um possível impacto interno negativo é diluído, o que reduz seus efeitos.

5. Aprendizado sobre o mercado externo

Ainda que você invista pelo Brasil, o BDR permite que você passe a conhecer o comportamento do mercado internacional. Afinal, será possível entender como uma situação geopolítica ou um movimento econômico interferem nos resultados de uma empresa estrangeira.

Essa é uma boa oportunidade para quem pretende estudar mais e, quem sabe, investir diretamente no mercado externo no futuro. Com o BDR, você pode fazer uma espécie de transição para compreender melhor as oportunidades e os movimentos de um mercado fora do Brasil.

O que considerar antes de investir em BDRs?

Antes de se incluir essa alternativa em seu portfólio, é preciso ter cuidado com os riscos. Afinal, pode ocorrer um aumento de volatilidade ao expor o seu capital ao mercado externo. Lembre-se de que você está exposto a condições diferentes das brasileiras.

Também é recomendado considerar que uma possível queda do dólar pode diminuir seu rendimento. Na conversão, os ganhos poderão ficar proporcionalmente menores. Sendo assim, existe uma exposição à flutuação do câmbio.

Antes de investir, considere seu perfil de investidor e conheça sua tolerância aos riscos. Também vale a pena pensar nos seus objetivos financeiros, já que o investimento costuma ser de longo prazo. Assim, pode-se decidir se a alternativa faz sentido para a sua realidade.

O investimento em BDR pode trazer boas oportunidades e até mesmo diversificar o risco da sua carteira. Porém, é preciso avaliar com cuidado para tomar uma decisão que seja consistente com o seu perfil e com o seu apetite ao risco!

Quer ajuda para entender mais sobre o tema e saber como fazer aportes? Fale com um profissional qualificado da Valor Investimentos, parceira da Vai Investir!

85 posts

Sobre o autor
Thiago Goulart é o Editor da Vai Investir e do podcast Valor de Mercado. Adora praticar tênis, ler, escutar música e estar na presença de amigos e família. Graduado em Letras pela UFES e em Jornalismo pela PUC-SP, está se tornando também especialista em finanças com o MBA no tema pela PUC- RS. Com uma longa carreira em sala de aula, desenvolveu a habilidade e sensibilidade para conectar pessoas a conhecimentos. Hoje, aplica essa experiência de maneira mais específica para o mercado financeiro, por quase 3 anos sendo o principal responsável pelo desenvolvimento e curadoria de conteúdo para a Valor Investimentos e Vai Investir.
Artigos
Posts relacionados
Educação FinanceiraAnálise & Opinião

Você sabe tomar decisão?

5 Minutos de leitura
Uma das características comum à espécie humana é indagar sobre o seu futuro, na tentativa de controlá-lo. No entanto, há um paradoxo…
Educação FinanceiraAnálise & Opinião

O que os esportes radicais têm em comum com os investimentos?

6 Minutos de leitura
A imagem do investidor geralmente está relacionada a uma pessoa de traje social, em uma sala exclusiva no alto de um prédio…
Educação FinanceiraAnálise & Opinião

Dinheiro: quais propósitos te movem?

2 Minutos de leitura
Família, poder, saúde, força, conhecimento, autonomia, riqueza, amizade, trabalho, amor, paz, prestígio. Dessas palavras, escolha apenas três que mais lhe representa. Agora,…