Aprenda a Investir

Come-Cotas: saiba o que é e como atua nos seus investimentos

4 Minutos de leitura
come cotas Come-Cotas: saiba o que é e como atua nos seus investimentos

Muitos investidores podem cair em armadilhas ao buscar a primeira alocação em fundos de investimento. Uma delas é o come-cotas. O nome é até engraçado, mas a forma como ele afeta e atua no resultado final dos seus rendimentos pode ser bem significativo.

O come-cotas funciona como uma espécie de Imposto de Renda cobrado e recolhido antecipadamente em diversos fundos de investimentos. Ou seja, se você possui um valor investido em um fundo, na hora de resgatá-lo poderá receber menos do que esperava. É importante tomar cuidado com o peso que essa taxa tem dentro da carteira de investimentos. Além disso, o correto é conhecer exatamente cada fundo que você está investindo para não ter surpresas desagradáveis no final de cada semestre.

Para te ajudar a entender melhor sobre o come-cotas, separamos algumas explicações sobre essa taxação imposta pelo Governo. Continue a leitura para saber mais.

O que é come-cotas?

O come-cotas nada mais é que uma antecipação do recolhimento do Imposto de Renda sobre fundos de investimentos de curto e longo prazo. Ele é cobrado semestralmente.

Normalmente, o recolhimento acontece no último dia de maio e no último dia de novembro. O valor cobrado tem ligação direta com o valor da alíquota de Imposto de Renda sobre cada tipo de fundo. A tabela abaixo ajuda a entender como funciona:

Fundos de Curto Prazo

Alíquota do IR Tempo de aplicação
22,5% até 180 dias
20% 181 dias ou mais

 

Fundos de Longo Prazo

Alíquota do IR Tempo de aplicação
22,5% até 180 dias
20% de 181 dias a 360 dias
17,5% de 361 dias a 720 dias
15% 721 dias ou mais

O come-cotas vai sempre ter o valor da menor alíquota. Ou seja, se você optar por investir em um fundo de curto prazo, ele cobrará 20% do seu rendimento. Agora, se você decidiu por um fundo de longo prazo, o valor a ser cobrado será de 15% do valor do seu investimento.

Ou seja, o come-cotas é uma antecipação da cobrança do IR. Isso acontece por meio da diminuição das suas cotas de investimento. Então, se você investiu em um fundo de curto prazo adquirindo cerca de 1500 cotas que valem R$ 1,00, isso equivale a um investimento de R$ 1.500,00. Dentro desse contexto, a taxação seria de 300 cotas (15% de 1500). O valor investido após recolhimento do imposto seria de R$ 1.200,00. Os R$ 300,00 faltantes ficariam retidos com o Governo.

Veja maisO que é VGBL e para quem essa modalidade de previdência privada é mais indicada?

Como funciona

É bem mais simples do que parece. O valor a ser descontado antecipadamente acontece duas vezes por ano: final de maio e final de novembro. Nesses dois períodos, o número de cotas é reduzido de acordo com o tipo de fundo no qual é investido.

O come-cotas não seria um problema tão grande se fosse descontado apenas no fim do período do investimento. Porém, o que acontece é que ele é cobrado durante o período de valorização, enquanto ainda está rendendo o juros sobre juros. Podemos dizer que essa cobrança acaba atrapalhando a rentabilidade do juros composto. Confira esse exemplo:

Você adquire 2.000 cotas em um fundo de investimento a longo prazo no valor de R$ 1,00. Logo, você estará investindo R$ 2.000,00, certo? O come-cotas a ser descontado antecipadamente segue o valor da alíquota mais baixa (conforme a tabela acima). Ou seja, 15% desse montante será descontado e retido pelo Governo.

15% x 2000 = 300 cotas

O que antes você teria um rendimento em cima de R$ 2.000,00, agora será apenas sobre R$ 1.700,00. Percebe o quanto o seu investimento seria afetado?

De modo geral, a grande diferença do come-cotas para outros tipos de tributações é a forma como ele é cobrado. Normalmente, o imposto sobre algum investimento só é cobrado no momento do resgate, o que não acontece neste caso. Portanto, se você investe em algum tipo de fundo é melhor ficar atento e verificar a cobrança semestral no extrato do investimento.

Leia também | Como reduzir o pagamento de IR e potencializar o retorno dos seus investimentos

Gostou das informações apresentadas neste post? Se você ficou interessado, selecionamos algumas leituras que podem ser do seu interesse:

. 5 Dicas de ouro para investir melhor com mais rendimento!

. Como se livrar das dívidas de uma vez por todas? Saiba agora.

. Investir no Brasil ou no exterior: qual a melhor opção?

. Como investir 100 mil reais? Descubra!

. Criptomoedas: o que são, como funcionam e como investir?

×
Ações

Por que vale a pena apostar no investimento gradual em ações?